Sobre tudo que poderíamos ter sido

Eu ainda estava ali, para te segurar se fosse preciso. Fui soltando a sua mão devagar até que você estivesse completamente livre. Quando me dei conta você já estava longe demais, não consegui te alcançar.

Eu sei que você nunca acreditou em histórias que terminassem em finais felizes ou em amores que durassem para sempre, mas eu acho que estaríamos felizes até hoje se os nossos caminhos não tivessem se desencontrado, e acho também que o mesmo amor que eu sentia por você estaria igualzinho no meu coração, fazendo-me gostar de você cada vez mais. Eu, que prometi seguir cada passinho seu, apoiando você para que não perdesse o equilíbrio, acabei tomando outro caminho. Agora só me resta pensar em tudo aquilo que poderíamos ter sido.

Todas as vezes você me recebia com aquele mesmo sorriso bobo de Dona Florinda, convidando-me para entrar e tomar um café. Ali, na sua casa, nosso primeiro ninho de amor, onde o sofá se tornou o móvel mais amplo do mundo: nele a gente cabia perfeitamente bem. Séries e filmes, você deitada no meu peito. Poderíamos ter sido grandes amigos, talvez fosse o mais importante. E é justamente do que mais sinto falta, sua companhia singela e suave, suas manhas e birras e o jeito que você fazia biquinho para conseguir alguma coisa.

Na verdade poderíamos ter sido um montão de coisas, mas nunca saberemos ao certo. Devo culpar o destino por ter nos separado antes de termos experimentado todas as possibilidades? Não, estaria mentindo para você e, principalmente, para mim mesmo. Deixar você foi uma escolha. Eu poderia ter ficado e levado adiante a nossa história, seguido os seus passinhos.

Depois de algum tempo juntos achei que você já era capaz de seguir sozinha, que não perderia o equilíbrio. Você teve medo, olhou para trás, respirou fundo. Eu ainda estava ali, para te segurar se fosse preciso. Fui soltando a sua mão devagar até que você estivesse completamente livre. Quando me dei conta você já estava longe demais, não consegui te alcançar. Foi então que mudei o meu caminho e deixei que você seguisse o seu. Agora só me resta pensar em tudo aquilo que poderíamos ter sido.

COMPARTILHAR
Valter Junior
Amante de café, boas ideias e mulheres de atitude. Adora conhecer pessoas, filmes e músicas novas. Fundador do Puta Letra. Pai de um livro, esperando o segundo bebê.



DEIXE UMA RESPOSTA