O que eu descobri longe de você.

Eu não vou mais prometer que não vai ter mais textos sobre você, pois descobri que é impossível. Descobri que não tem como você não existir em cada manhã, em cada música que costumávamos trocar porque era a nossa cara ou porque era o que estávamos sentindo.

Descobri que meses podem parecer anos se houver distância e nesses “anos” descobri tantas nuances da saudade que até fiquei surpreso como um sentimento pode trazer tanta coisa à tona. Traz o sorriso no meio do metrô ao lembrar tudo e logo em seguida traz a raiva de não entender o porquê do fim, traz também o aperto no peito antes de dormir.

Essas músicas que falei no começo? Não estou nem perto de superá-las, mas descobri o poder que elas têm de me transportar de volta. Ah, o seu perfume não é dos mais exclusivos, o que é uma das piores coisas das quais fiquei sabendo, isso porque seu cheiro está por todo o lado. Mas me conforta saber que ele era único nos meus braços e abraços.

Descobri muito sobre mim, também. Como eu ainda sou aquele menino de catorze anos que leva meses ou até anos para esquecer uma mágoa. Descobri que tentar seguir em frente com uma ferida aberta, não é a melhor opção. Por mais que digam: ”saia para se distrair” você vai comigo a cada canto.

Tá nítido que a superação ainda não aconteceu, né? Não tive mais sintonias como a nossa, não tive mais sensações iguais às que eu tinha ao seu lado e isso vai durar um tempo ainda, eu já aceitei e lido com isso todos os dias que vivo sem você.

De texto em texto vou abrindo espaço para um dia te esquecer. Não prometo que serão poucos nem curtos,mas prometo que são todos escritos com todo o meu eu que ainda sente muito por você.

COMPARTILHAR
Gabriel Bernardi
"Estudante de Rádio, Tv e Internet, Cinema e amante da arte de se expressar por palavras. Canceriano, ascendente em Libra, acredita que o amor muda a forma que vemos o mundo e como levamos nossa vida. Livros sempre foram seus melhores professores, nos trilhos de trem e metrô aprendeu muito sobre pessoas. Considera um prazer escrever pra si mesmo e agora uma honra ser lido por você."



3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA