Amanhã eu lhe trago um amor diferente.

Amanhã eu lhe trago um amor diferente, moça. Pode ser o Bruno da cafeteria na esquina, o Thiago da faculdade de Direito, o Gabriel poeta da rua da frente, ou quem sabe o Pedro ou o Fernando – aqueles que só se encontram dentro dos versos do Vinicius. Trago em vinte-e-quatro horas e uns minutinhos a mais, cê espera né? Posso me atrasar um pouco se houver trânsito na marginal Tietê ou na BR122, mas eu trago, sem defeito algum, com peito e coração aberto e um colo pra você repousar tuas incertezas, lhe juro.

O que são algumas horinhas pra quem disse esperar a vida toda, vai?

Amanhã lhe trago um amor diferente moça, só não vale estragar tudo novamente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





Pedro Ficarelli
Apaixonado pela poesia feminina. Acredito fielmente que o amor seja o infinito que resolveu morar no detalhe das palavras. Muito prazer, eu me chamo Pedro Ficarelli, e escrevo com o único intuito de pôr palavras onde a tua dor se faz insuportável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here