A pessoa mais importante do mundo

– Por que você está triste?

– Não sei.

– Ué, deve haver algum motivo, não?

– Pode ser, mas não o encontrei ainda.

– Vamos fazer isso juntas?

– Como assim?

– Fecha os olhos.

– Ah, não quero fazer is…

– Ei, fecha os olhos!

– Está bem!

– Isso, agora respira fundo, muito fundo. Respira, solta devagar. Respira, solta devagar.

– Não está dando cert…

– Pshiiiiiiii, silêncio. Apenas respire comigo.

– Puxa fundo, segura, solta devagar. Puxa fundo, segura, solta devagar. Puxa fundo, segura, solta devagar. Amiga, vou buscar uma pessoa que pode ajudar você. Aliás, uma pessoa incrível, talvez a pessoa mais especial que você terá a oportunidade de conhecer.

– É um psicólogo?

– Não!

– É uma terapeuta holística?

– Pshiiii, calma! Continue respirando!

– Ai, ai, ai!

– Você já está bem mais relaxada, vem comigo: respira fundo, muito fundo. Respira, solta devagar. Respira, solta devagar. Faça isso até eu voltar e, por favor, continue de olhos bem fechados.

(Ela seguiu respirando na expectativa de que a pessoa mais especial do mundo mudasse tudo de ruim que estava sentindo).

– Continue com seus olhos fechados, por favor. Eu trouxe a pessoa que lhe falei. Quero que a trate com respeito, carinho e afeto.

– É a minha mãe, né?!

– Não é a sua mãe, garota! Eu trouxe aqui a única pessoa capaz de mudar o seu dia, a sua vida, o seu caminho e tudo mais que você desejar. A partir de agora, escute bem, quero que faça uma promessa de lealdade com ela, que cuide, que aprecie, que valoriza essa pessoa. Você aceita?

– Sim, eu aceito.

– Agora abra seus olhos!

Ela abriu os olhos e não conseguiu conter as lágrimas. A amiga segurava um espelho dourado, lindo e brilhoso, onde sua imagem refletia grandiosamente. Completamente emocionada, surpresa e agradecida, questionou:

– Essa pessoa sou eu?​

– Essa pessoa que estou segurando em minhas mãos com todo amor do mundo é a única capaz de fazer valer a sua vida!
Em meio a lágrimas e carinhos, ela selou a promessa nos braços da amiga.

COMPARTILHAR
Ju Farias
Não nasci poeta, nasci amor e, por ser assim, virei poeta. Gosto quando alguém se apropria do meu texto como se fosse seu. É como se um pedaço que é meu por direito coubesse perfeitamente no outro. Divido e compartilho sem economia. Não estou muito preocupada com meus créditos, eu quero saber mesmo é do que me arrepia. Eu só quero saber o que realmente importa: toquei alguém? É isso que eu vim fazer no mundo.



DEIXE UMA RESPOSTA