Sei que não daríamos certo, mas seríamos um belo erro.

O que você está esperando?

Chega como quem não quer nada. Roube toda a minha atenção. Se eu estiver rodeada de pessoas, não hesite em me puxar para o seu lado. Vem sem medo, eu quero o mesmo que você. Não faça jogo, eu prefiro as nossas palavras cruzadas. Enfeitiça-me com o seu olhar, até que todo o restante esteja ofuscado. Mostra-me o que você faz de melhor, desafie-me a parar de morder o lábio inferior. Você sabe dos seus poderes de sedução, e eu sei sobre todos os meus de dominadora.

Palavras bonitas me instigam, vocabulário incomum me paralisa. Mas imaginar as suas roupas esparramadas no chão, isso me excita loucamente. Nesse calor, eu prefiro te fazer suar em baixo do edredom, do que passar calor sozinha no meu quarto. Gosto dessa sensação maluca de descontrole, quando nem mesmo o ventilador ligado na última intensidade, é a solução para me refrescar de toda essa sede. Boca seca, pele transpirando, olhos fechados e muita água…

Vem aqui?

Vamos usar o calor a nosso favor. Vamos perder calorias, descobrir todos os segredos que as noites quentes poderão nos proporcionar. Vamos nadar, mergulhar e se afogar. Eu prometo que em qualquer falta de ar, eu vou te salvar. Você gosta de enfermeira? Ou prefere salva-vidas? Na sua mente boba, qualquer fantasia é cabível no meu corpo nu. Na realidade, estou disposta a realizar todos os seus sonhos. Você não precisa sentir vergonha. Eu vou chegar como quem não quer nada, e roubar tudo o que estiver ao meu alcance. Se você tiver pertences valiosos, eu recomendo não levar, pois eles podem se perder nessa minha ânsia de pegar descontroladamente você.

E daí que você terminou recentemente? Ou que você não quer nada sério no momento? A minha proposta é válida apenas uma vez. É tempo suficiente para tirar você do eixo, e mudar todos os seus conceitos. Não que eu queira isso, mas prefiro e aposto nos encontros sem pretensões ou expectativas. Eu só quero que venha, e se entregue quando chegar.

Sem rodeios, vamos falar sobre o que me interessa…

E se eu te convidar para um barzinho? Ou quem sabe, para tomar um vinho? Ou para uma academia? Um jantar na minha casa? Seria ousado, da minha parte, te convidar para uma viagem? Não pelo contexto romântico da temática, mas por te imaginar com roupas de banho, e depois sem elas. Eu não consigo te olhar, e não vibrar os lábios ao pensar neles bebendo a sua água. Então, me diz que você vem? Não entenda isso como um pedido ou qualquer tipo de favor, mas como um desejo insaciável por um instante em que seria perfeito com você. E você sabe disso.

No carro. No colchão. No sofá. Na lavanderia. Na cozinha. No banheiro. Na piscina. No campo. Na praia. Na cidade grande. Em qualquer lugar do mundo. Seja por cinco minutos, ou por uma noite concluída em uma calorosa conchinha. Quem disse que essa posição é demais para um primeiro, segundo ou terceiro encontro? Ou que nesse verão todo não é possível dormir junto? Vocês não sabem, mas perdem grandes oportunidades. Acho uma desculpa esfarrapada de que no calor, dois corpos não podem permanecer grudados e transpirando juntos. É a maior prova de que a manhã, a tarde e a madrugada, valeram a pena. Afinal, deitar, virar e dormir, não é para mim. Gosto de otimizar todo o tempo, e com certeza, descansar não é a minha prioridade, e também não está perto de ser.

O calor está aí, assim como o outono, inverno e a primavera que ainda chegarão. O tesão não se desperta em selecionadas estações do ano. Muito pelo contrário, o tesão é a prova mais viva e sentida, de que existe algo latejando dentro de você. E eu não estou falando apenas sobre o amor. O tesão além de despertar a serotonina e endorfina da felicidade, também beneficia no autoestima, ego, descobertas do próprio corpo e na paixão.

Será que depois de ler tudo isso você ainda vai preferir o frescor fracassado da sua janela?

Se eu fosse você, eu optaria pelo gelo refrescante que causarei com a minha língua.

Vem fazer amor comigo?

Corra e vista-me de amor, estou despida por você.

COMPARTILHAR
Jéssica Pellegrini
Nunca confie em uma escritora confusa e romântica. As controversas entre um texto de amor e outro de desilusão, podem causar questionamentos pessoais. Consequentemente, sequelas mais graves.



3 COMENTÁRIOS

  1. Há tempos que não lia um texto com tanta intensidade. Palavras bem colocadas, leitura curiosa, intrigante, como um relato real. Ler foi como ouvir uma voz me contando palavra por palavra.
    Foda.

DEIXE UMA RESPOSTA