O que é oferecido de coração se multiplica

Alguma vez você já foi invadido pela sensação provocada pela ação de alguém o ajudar, de coração e com amor, sem esperar nada em troca? Esse sentimento é certamente um dos mais gratificantes que podemos sentir, pois graças a ele nos sentimos conectados uns aos outros.

Do mesmo modo, a sensação que nos invade depois de ajudarmos alguém que precisa de nós sem esperarmos nada em troca é, por vezes, ainda melhor do que aquilo que sentimos quando é ao contrário. Por isso, não hesite e entregue seu coração aos outros, pois a recompensa será muito maior do que a que obterá sendo egoísta.

Coloque o seu coração naquilo que fizer

Dar de coração é benéfico não apenas para aquele que recebe, mas também para quem dá: entregar algo sem esperar a reciprocidade exata tem consequências positivas. Uma das principais é a de nos sentirmos satisfeitos com nós mesmos, que traz nada mais e nada menos do que um aumento da nossa autoestima. Um aumento do amor próprio que nos dá autoconfiança como indivíduos.

“A gratidão, como certas flores, não acontece na altura; reverdece melhor na terra boa dos humildes.” -José Martí-

Quando você fizer algo por alguém que é importante para você, não o faça pensando no benefício que isso lhe dará no futuro, pois isso significa que você não está colocando o seu coração na ação, apenas egoísmo. E, de fato, muitas vezes a própria recompensa é sentir que estamos a ajudar alguém.

Na maior parte dos casos essas pessoas irão valorizar o que você fez por elas e, de alguma forma, você irá ser recompensado. Devemos agir com humildade e ajudar quem merece, pois só isso nos fará conscientes do verdadeiro valor da vida.

Agradeça o que os outros fazem por você

Os benefícios de colocar o coração naquilo que damos e no que fazemos também se refletem na capacidade de valorizar os esforços que os outros fazem por nós. Como diz o ditado, “quem não é agradecido, não é bem nascido”, e efetivamente não sabemos até que ponto a outra pessoa se está sacrificando para facilitar o nosso caminho.

Se todos nós parássemos para pensar no que as outras pessoas fazem para facilitar o nosso dia a dia, certamente cada vez seria mais fácil apreciar o valor dos pequenos gestos e das ações sem importância. São eles que, em parte, nos fazem lembrar que nós precisamos dos outros tanto quanto os outros precisam de nós.

“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.” -Antoine de Saint-Exupéry-

Deixe de pensar que a recompensa tem que ser algo material, pois ser o motivo da felicidade de alguém, ainda que momentânea, é um sentimento precioso. Poucas coisas podem nos satisfazer mais que isso, pelo menos de forma plena e duradoura. Pense, não é verdade que, quando lutamos para conseguir algo, nos sentimos mais orgulhosos pelo caminho que percorremos do que por aquilo que conseguimos alcançar?

A recompensa é maior se você não esperava por ela

Perceber tudo isso faz com que o nosso verdadeiro eu se abra aos demais, e já o dizia o escritor francês Flaubert que “o coração é uma riqueza que se não vende nem se compra; o coração é uma riqueza que se dá”. Neste sentido, a recompensa de alguém nos abrir o coração ou de nós abrirmos o nosso de forma destemida é algo muito mais forte e duradouro que uma recompensa material.

Por isso, é bom se sentir inspirado pelas pessoas com quem você se importa, pois o interesse delas não vai ser outro senão o nosso bem-estar. O fim, portanto, é simplesmente dar o melhor de nós mesmos: as pessoas irão nos valorizar por quem somos e não por aquilo que oferecemos ou temos. É assim que se ganha o carinho e o afeto dos outros, também com carinho e afeto fortes e verdadeiros.

“Encontre a recompensa de fazer o bem pelo próprio bem.” -Mahabharata-

Não hesite, coloque o seu coração em tudo o que fizer. Você vai se sentir mais realizado e a sua recompensa virá de forma multiplicada.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA