“Me leve para casa para sempre.”

ME LEVE PRA CASA quando nossos olhares se cruzarem e imediatamente você tiver a sensação de ter levado três golpes seguidos do Bruce Lee e ficar sem saber o que fazer – porque, desculpe-me a modéstia, eu sei que eu sou o seu número.

ME LEVE PRA CASA quando você provar o meu abraço de urso, porque você sabe e eu também, que existe algo bem hardcore entre nós.

ME LEVE PRA CASA quando eu lhe perguntar “eu já te falei que você é muito bonita?” e você me responder exatamente assim: “hoje ainda não”.

ME LEVE PRA CASA quando você perceber que, no fim das contas, eu sou a pessoa que te deixa desconcertada, mesmo depois de tanto tempo sem me ver.

ME LEVE PRA CASA quando você se sentir ultramegahiperblaster triste e jurar por Deus que existe um complô contra a sua felicidade e então eu serei como aqueles médicos de Grey´s Anatomy pra dar um jeito nesse seu coração meia boca!

ME LEVE PRA CASA mesmo sem você saber se eu serei o seu íma ou a sua criptonita.

ME LEVE PRA CASA quando você quiser alguém que não deixa a tampa da privada levantada, a toalha molhada em cima da cama, latinhas de cerveja esparramadas pela cozinha e a pasta de dente amassada pela metade.

ME LEVE PRA CASA quando uma xícara de café, um livro ou um filme na Netflix não forem mais suficientes para acabar com essa solidão que às vezes te aprisiona, mesmo você insistindo em dizer: “relaxa, sei o que tô fazendo”

ME LEVE PRA CASA quando você conseguir, em pensamento, sentir minha presença como se eu estivesse aí ao seu lado, jogando conversa fora.

ME LEVE PRA CASA quando você me achar a coisa mais linda que já viu, mesmo eu estando assim meio caído, com vários cabelos brancos e esse ar blasè de quem às vezes parece estar um pouco cansado.

ME LEVE PRA CASA quando você tiver a certeza que a sorte mudou de lado, que o amor passou a acreditar em mim, mesmo eu dizendo incessantemente que sempre acreditei nele.

ME LEVE PRA CASA quando você não mais imaginar de maneira alguma, um futuro sem minha presença e chegar a conclusão de que sim, “fodeu”, apesar de ter descoberto isso há dois segundos atrás, depois de ter me esnobado horrores!

ME LEVE PRA CASA quando Norah Jones cantar pelo som do seu carro “Come away with me” e você quiser companhia pra dividir aquela garrafa de vinho que está lá esquecida no fundo da sua adega climatizada

ME LEVE PRA CASA quando eu não souber o que fazer com essa vontade de ficar olhando horas pro seu rosto como se estivesse brincando de vaca- amarela. E quando eu estiver completamente mudo e compenetrado só poderei concluir que você é pessoa mais adorável que eu já conheci desde o dia vinte e três de junho de mil novecentos e setenta e quatro.

E

Então
Eu
Te
Peço
De
Uma
Vez
Por
Todas

Que…..
ME LEVE PRA CASA PRA CASA PRA SEMPRE

(Texto baseado na camiseta “Me leve pra casa”, da Cavalera)

COMPARTILHAR
Djalma Alt Faria Neto
Djalma, DJ, Djas, Djalminha, Jajá - pode me chamar do que você quiser. Ortodontista que usa All Star, posso viver sem muitas coisas - mas por favor, não me peça pra viver sem música. Hoje em dia mais praia que montanha, mais Pearl Jam que U2, mais Dave Grohl que Kurt Cobain, mais chuva que sol, mais corrida que caminhada, mais sorvete que brigadeiro, mais natação que spinning, mais Instagram que Twitter e muito, mas muito mais cabernet que internet.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA