Eu te convido a sentir

Hoje eu vim te convidar para fechar mais os olhos. E quando digo fechar mais os olhos é para internalizar mais, para sentir mais. E dar um tempo de tantas buscas, de tantas racionalizações que você faz.

Olha para você, coloca a mão no seu coração, te sente. O que está acontecendo dentro de você agora? O que você precisa? O que você quer? O que seu sentir diz? Mas não ouve o que ele diz com palavras, ouve o que ele diz no pulsar. O que palpita em ti, o que você quer seguir, que é o seu caminho?

E quando você fecha os olhos, você está saindo desse mundo e entrando no seu mundo. Se conectando com esse espaço de silêncio, se conectando com esse espaço de “não sei”. De desconhecido. Porque tem muito para você descobrir ainda. Mas simplesmente sinta. Se permita apenas SER. Permita que as coisas fluam, porque muitas vezes você vai seguindo a rotina e se esquece de parar, se esquece de parar, de que tem um mundo dentro de ti que é importante e precisa da sua atenção. E muitas vezes puxa o seu tapete e você cai, que é para te fazer olhar pra ele. Muitas vezes traz alguma doença, que é para você olhar para os seus padrões, olhar pra dentro.

Feche mais olhos, olhe mais para você. Aprenda a sentir. É daí que vem a sua intuição: do sentir. Aprenda a se conectar mais com ele, a ouvir seus sussurros sem palavra alguma, mas com muita vibração.

Olha para dentro e sorria, é lá que você pode conseguir sua maior sintonia.

COMPARTILHAR
Meire Oliveira
Meire Oliveira é Escritora, Poeta e Coach de transformação. Amante das estrelas e das estradas. Autora dos livros Pintando Borboletas e Vai Com Fé que Flui. Conjuga o verbo escrever com vários outros juntos: ama, sente, vê. Por isso nasce e renasce em palavras que palpitam nela.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA