Apaixone-se por mulheres que cantam

Quando ela sobe no palco e pega o microfone, não tem uma alma que não pare para escutá-la, de inquietude apenas o meu coração. Para ela, a música é feita combustível para a vida. E gostar de alguém que canta, tem dessas coisas, uma voz deixa de ser apenas uma voz.

Quando ela canta se transporta do mundo, a música consegue acalmá-la da bagunça que é viver a vida. Ela sente como ninguém a euforia de poder fazer parte de uma canção, porque a música é o remédio que tem o controle de fazê-la feliz e, como uma boa dependente musical, cada música que ela gosta se torna parte da vida dela.

Gostar de alguém que canta é saber que, do outro lado, está uma pessoa que respira poesia, e que, para ela, uma letra de música nunca será apenas uma junção de frases, mas sim, confissões sentimentais das mais puras verdades da alma. Com ela, a melodia não será apenas um som, mas sim, a trilha harmônica que dá ritmo à vida.

Com ela, é provável que você aprenda um pouco mais sobre empatia. Porque quem canta entende os estados da alma. Ela tem a sutileza de perceber a amargura de uma expressão, o êxtase de um elogio e a felicidade de uma nova emoção. Quem canta tem o ouvido treinado para compreender o sentimento alheio.

Ao seu lado, o vazio que todos carregamos, se torna passageiro e esporádico, porque ela sempre preenche o silêncio com a sua voz. Nela, os sentimentos sempre encontram certeza. Em um primeiro momento, ela pode até criar dúvidas e ficar sem palavras, mas sempre consegue encontrar as respostas em alguma canção.

Com ela, você conhecerá inúmeras músicas, dos mais variados ritmos. Provavelmente, ela sempre terá alguma letra para inseri-la em cada momento da sua vida. Talvez, ela cante para você alguma canção – em algum momento inesperado – quando o seu coração se preencher de felicidade.

Caso você receba a chance de fazer parte dos dias dela, nunca a faça desistir de cantar. Não lhe dê motivos para que a sua voz se cale, pelo contrario, inspire-a a criar melodias, letras e canções. Faça-a sorrir todos os dias. Porque é na alegria que ela consegue a sua melhor performance. É na felicidade que ela consegue desfrutar os verdadeiros delírios de uma canção.

Eu fico aqui, admirando-a. Entre uma música e outra me pergunto em quem ela pensa quando canta a sua favorita e quem ela esquece quando canta uma de desamor. E observar de longe quem canta, às vezes é o suficiente. É que ela parece ser daquelas bonitezas da vida que agradecemos, apenas por ter a oportunidade de vê-las… E ouvi-las.

E se ela te escolher para fazer parte da sua melodia, comemore. Se o seu coração sente vontade de dançar quando ela está perto, você já desvendou o segredo. Porque só quem gosta de alguém que canta sabe que não é preciso que ela esteja no palco, com um microfone, para poder ouvir a sua melodia. Ela cria harmonia na vida o tempo todo.

Porque só quem está perto dela sabe que, além de ser a voz, ela é a música.

COMPARTILHAR
Francisco Galarreta
"Empresário, 26 anos, peruano, mas gaúcho de coração. Meu fascínio é observar as pessoas e compreender os sentimentos alheios. Sofro de empatia crônica e sou adicto em criar emoções. Como resultado destas características, nascem inúmeros textos sobre amor, relacionamentos e outras variáveis."



DEIXE UMA RESPOSTA