Você não é o seu dia que deu errado

“Lembre-se de que quem te ferra, te rotula, te decepciona, tudo de ruim que te acontece, nada disso te define, apenas te ensina e te mostra as verdades. Você é muito melhor do que todo mal que te rodeia.”

Viver é perigoso, já dizia Guimarães Rosa, não é fácil, nunca foi nem nunca será. A gente leva muita surra, cai de grandes alturas, decepciona-se com quem jamais imaginaria, a gente perde muita coisa e muitas pessoas pelo caminho. E não acaba, não; quando a calmaria parece durar, lá vem mais granizo. Em meio a tantos redemoinhos, cabe-nos o fortalecimento de nossas convicções, de nossos sonhos e dos relacionamentos que acalentam e curam.

Não se transforme em tudo aquilo que provoca distância entre os seus desejos e a realização deles. Cada decepção deve servir como exemplo do que não podemos trazer para junto de nós, cada ferida nos lembra da importância de não hesitarmos quanto ao valor das mãos seguras que sempre deverão nos reerguer. Dias ruins vêm e vão, mas a gente fica e pode manter aqui dentro o que de bom ainda resta.

Não acredite, nem por um minuto, no que disserem em seu desfavor, quando duvidarem de sua capacidade de ser, de se tornar, de vir a conseguir. Os maiores obstáculos que teremos são justamente aqueles que nós próprios nos impusermos. Somente você sabe bem o que tem aí dentro, do pior e do melhor. Não deixe que ninguém abale essas suas certezas.

Entenda que não é preciso ter um relacionamento amoroso para se sentir feliz e completo. Ninguém poderá fazer aquilo que lhe cabe: a sua parte. É muito bom ter um companheiro, mas sem confundir companhia com solidão a dois. Sem se bastar a si mesmo, nada que venha de fora bastará também. Bastar-se implica amar-se e realizar-se enquanto pessoa.

Não se rotule, deixe que os outros façam isso por você. Não podemos nos permitir que determinem o nosso futuro a partir de afirmações de que somos quietos demais, somos muito sensíveis, ou de que jamais nos daremos bem fazendo isso ou aquilo. Existe muito mais do que pensamos em nossa força interior. Ninguém tem o direito de nos dizer o que devemos ou não, tampouco nós mesmos poderemos atravancar as nossas potencialidades, achando que somos menos.

Lembre-se de que quem te ferra, te rotula, te decepciona, tudo de ruim que te acontece, nada disso te define, apenas te ensina e te mostra as verdades. Você é muito melhor do que todo mal que te rodeia. Não podemos aceitar e nos acomodar à nossa pior versão, como se a felicidade fosse algo longe e inalcançável.

É nos dias de brisa suave e respirar tranquilo que devemos nos apoiar, olhando em volta e percebendo que ali estará quem devemos de fato valorizar e o que pode realmente trazer paz ao nosso caminhar. Porque desistir de ser feliz não pode, em hipótese alguma, estar em nossos planos. Vivamos!

*O título deste artigo é uma citação de autoria de Mariana Fiore.




DEIXE UMA RESPOSTA