Você não colherá nada de novo enquanto continuar plantando as mesmas sementes

“Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.” (Freud)

Necessitamos de certas rotinas em nossas vidas, para que consigamos nos equilibrar emocionalmente, em meio ao caos que nos rodeia nesse dia-a-dia célere e competitivo do cotidiano em geral. Quando nossas ações nos trazem benefícios, é preciso mantê-las, porém, ao percebermos que estamos desgostosos com algum aspecto de nossas vidas, é chegada certamente a hora de mudar de atitude.

Muitos vivem incomodados com o rumo que os acontecimentos vêm tomando, acordando e dormindo com a sensação de que se afastam cada vez mais dos objetivos que haviam caracterizado como prioritários em suas vidas. Parecem sempre estar desajustados, como se nada daquilo que têm fosse o que queriam, como se tudo o que planejaram tivesse se perdido por água abaixo.

Essas pessoas moram em lugares onde não se sentem bem, trabalham em ambiente onde veem suas capacidades desperdiçadas, convivem com indivíduos com quem não simpatizam, frequentando espaços que nada têm a ver com seu estilo de vida. E assim passam os dias deslocados de si mesmas, em uma fuga diária ao que realmente possuem dentro de si, conformando-se com o que incomoda.

Por isso, precisamos estar sempre atentos aos caminhos e descaminhos que compõem a nossa jornada, pois fomos nós mesmos que optamos por trilhá-los, por meio de nossas atitudes e escolhas. Analisar o que em nós contribuiu para estarmos onde nos encontramos hoje será essencial para que possamos mudar os rumos de nossas vidas, agindo de forma diferente, para que colhamos resultados outros.

Mudanças são necessárias e bem vindas, pois trazem novos desafios, e incertezas que nos motivam a pensar e repensar sobre o mundo, sobre nossas ações, sobre nossas vidas. Mantermos junto de nós o que e quem nos fazem bem é preciso, da mesma forma que é vital nos desvencilharmos de tudo e de todos que emperram a serenidade de nosso viver.

E isso só conseguiremos caso reflitamos continuamente sobre a forma como estamos agindo, direcionando nossos atos sempre em direção à felicidade, junto a quem nos provoca sorrisos sinceros




1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA