Um brinde aos amores reais

Por Carla Rocha

Hoje eu não vou falar dos amores idealizados de contos de fadas e nem de romances clichês de causar diabetes. Muitos menos daqueles amores capa de revista ou cheios de filtros no Instagram, de viagens à Paris, Disney ou Milão devidamente carimbados e registrados em cada atualização. Não! Esses amores estão longe demais da nossa realidade. Pelo menos não fazem parte da minha.

Eu vim falar dos amores de cara amassada e cabelo desgrenhado, sem make, sem filtro e sem vergonha de nada. Eu quero falar é dos amores que dividem o último pedaço da pizza, as risadas e o espaço na cama. Aliás de cama eles entendem bem, mas não são adeptos do sexo cheio de acrobacias, pois já passaram dessa fase de querer impressionar. Mas dos amores de sexo matinal e conchinha sensacional.

De brigas normais, só que com direito a presentinho de pazes depois. Sim, eu vim falar dos amores reais. Dos amores que até o mais simples papai e mamãe rende orgasmos descomunais. Dos amores que não se importam com a sua camiseta rasgada, se a calcinha é fio dental ou o pijama é de bolinhas. Eu quero falar é dos os amores de toalha molhada em cima da cama e calcinha no box do banheiro.

Daqueles que ficam os finais de semana assistindo -ou não – maratonas seguidas de séries ou passando horas pra escolher o filme no Netflix. Ou que saem pra noitada, mas que no final dela, a melhor companhia pra voltar pra casa é a do outro. Dos amores que não precisam de nenhuma data comercial para se lembrarem o quanto são especiais um para o outro e que qualquer segunda ou quarta-feira vira festa quando tem cerveja – ou vinho – na geladeira.

Um brinde aos amores reais daqueles que você não vê por aí dando sopa nas atualizações na timeline do facebook, mas vê em mãos entrelaçadas em um domingo no parque. Dos amores com direito a massagem depois de um dia tenso no trabalho ou de uma disputa no par ou ímpar pra ver quem lava a louça da pia na cozinha.

Dos amores que chegam com chocolatinho quando sabem que o furacão TPM esta prestes a atacar. Dos amores que não surtam por atenção quando o time do coração vai jogar. Um amor com mais hoje eu saio com os meus amigos e você com os seus. Quero falar dos amores gostosos que fungam na nuca aos que deixam o braço dormente quando se aninham no peito e dali não querem mais sair. Dos amores que roncam demais aos que puxam toda a coberta no frio.

Dos amores que levantam pra apagar a luz. Dos amores que aceitam os defeitos e potencializam as qualidades um do outro. Dos amores cheios de admiração e declarações sinceras à cada olhar. Dos amores cheios de confiança um no outro, no relacionamento e em si mesmos. Um brinde aos amores cheios de companheirismo, respeito e dedicação. Por mais amores reais e menos likes nas redes sociais.

via Tempo de Amor

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA