O que eu gostaria de dizer a uma garota de 18 anos

Por Luciana Landim – via Obvious

Eu te vi ontem e não pude deixar de sentir um pouco de inveja da sua energia e da sua irreverência, eu vi você e me vi, de verdade. E como eu sei bem como somos nós aos 18 anos, aqui estão algumas coisas que eu gostaria de dizer e que você não irá ler..porque bem, você tem apenas 18 anos..

As pessoas ao longo dos anos, vão perdendo a poesia da vida, o sonhar leve, o rir alto, o rir de si mesmo. Permita-se lembrar disso quando falar com alguém mais velho, isso ainda está neles, talvez a sua juventude nos lembre disso em demasia e por isso as pessoas te tratam de uma maneira, digamos, estranha.

Você pode ter a sensação que elas não gostam de você, mas na real, elas odeiam olhar pra você e lembrar que elas já foram assim. Paciência, é a vida. Só cuide para que isso não aconteça quando você estiver com 30 anos e ver uma menina de 18. Parece distante eu sei, mas acontece.

Não deixe que te digam o que fazer ou não fazer. Essa é uma das coisas mais chatas que as pessoas fazem umas com as outras. Faça o que quiseres pois é tudo na lei, já dizia Rausito! Esse texto mesmo, queime depois de ler!

Escolha bons amigos, de verdade. Você irá precisar deles aos 19, aos 25 e aos 40. São eles que vão te lembrar de quem você realmente era e isso te fará um bem enorme. E não, uma lista de amigos no Facebook não significa nada, mas acho que isso você sabe bem melhor do que eu.

Não valorize tanto os amores que vive agora. Na moral, você conhecerá caras incrivelmente decepcionantes, mas que te ensinarão muito sobre a vida. Acredite em mim, é uma oportunidade maravilhosa de crescimento. E de sofrimento também. Aqui vale mais uma dica, a maioria das músicas foi feita para superar uma fossa, escolha-as com sabedoria.

Só quem sabe de você é você. Na hora que sentir que vai dar merda, acredite, vai dar. Fuja, saia da situação o quanto antes. Você sabe do que estou falando..então, né?

As pessoas do trabalho, são só pessoas. Tentando fazer o melhor. As vezes o melhor delas parece o pior pra você. Mas elas são cruéis assim com você, porque pode saber, são bem piores com elas mesmas. Tenha calma!

Diga não! Sabe essa palavrinha mágica? Não! Não para pessoas que não acrescentam, não para caras malas, não para rolês errados, não para coisas que você não precisa. Uma das melhores coisas na vida é ser dona do próprio nariz e a gente só aprende isso quando começa a falar não..aos 30 anos isso só me aconteceu agora.

Sua família importa! Você não sabe o quanto! E juro que muitas vezes a partir de agora você irá se pegar repetindo as coisas que sua mãe, sua avó ou seu pai falavam. Você vai rir de se perceber parecidíssima com eles, até porque aquelas coisas pareciam tão ilógicas, né? Poisé..

Você irá sofrer, se machucar e se chatear. Acontece aos montes, na boa. E como as maiores alegrias que você terá, vai passar. Tudo vai passar. Ali pelos 26 ou 27 elas demoram um cadinho mais pra passar, mais passam, ou melhoram..Ou então, você já ouvir falar de bebida alcoólica? Mas por favor, com moderação.

É um momento muito bom esse lance de ter 18 anos, e tal e poder achar milhões de possibilidades, como mudar de emprego, morar fora ou mudar de cidade. É uma boa hora pra correr riscos controlados. E vai ser muito, muito legal mesmo se você fizer isso.

Peça ajuda sempre! Você não é, nem de longe esperta como imagina que é. Mesmo! E cuide pra não ter vontade de esmurrar seu eu do passado. Porque as vezes eu olho pras coisas que eu falava e mano, dá vontade de esganar sabe?

Se arrependa! Sim! E tente reparar danos. A gente sempre está dos dois lados. Uma hora como algoz e na outra como vítima, reconhecer isso é meio caminho andado pra reparar as merdas que você vai fazer. Sabe aquele ditado o mundo dá voltas? É pura verdade.

Por último, viva! Assim ó, se conselho fosse bom, sabe como é.. Mas é vivendo que você irá aprender essas coisas! Eu queria muito te dizer isso pra na verdade acalantar as angústias que você sente agora. Parece que tudo tem que ser agora, e na verdade é mesmo. Mas vai passar, e vão ter novas angústias e tá tudo certo.

Mas quando eu te vi ontem, me falando um monte de coisas, e vi seu brilho no olho, eu lembrei do serumaninho arrogante pra caramba que eu fui, me deu vontade de te contar um pouco, sei lá, na verdade eu queria que alguém tivesse me contado isso.

Se você lerá isso, se entenderá que é pra você, se suportará minha petulância, se vai entender..é uma outra história! Mas cá pra nós, é muito bom saber que alguém se importa, não?

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA