Não permita que as experiências negativas controlem sua vida

Via A Mente é Maravilhosa

Nossa vida é uma contínua sucessão das experiências negativas e positivas que vivemos, compartilhamos e sentimos, independentemente de como nos afetam.

Entre todas elas, as experiências negativas são as que mais nos marcam, pois nosso estado natural, no qual somos mais felizes, é quando tudo vai bem e apenas somos conscientes do tempo e de nossa própria existência.

As experiências negativas são necessárias em nossa vida. Elas podem ajudar a nos posicionar em nosso caminho, aprender a fazer escolhas melhores, saber discernir o que queremos do que não queremos.

Em definitivo, toda experiência, mas sobretudo aquelas negativas, nos ajudam a sermos pessoas melhores. Mas, o que ocorre quando não é assim? O que acontece quando essas experiências controlam nossas vidas?

É provável que você acredite que as experiências negativas que vive, em vez de fazerem com que sua vida melhore, a tornam pior. O que queremos dizer com isso? Que elas o condicionam.

Por exemplo,pense nas seguintes situações que vamos descrever, pois muitas delas você já viveu:

– Se alguém me humilha publicamente por um comentário que tenha feito, evitarei dizer o que penso para que não volte a ocorrer.
– Se meu parceiro põe a culpa do nosso término em mim, talvez, em minha próxima relação, eu atue com cautela e submissão.
– Tento pensar sempre como os outros para que as pessoas não se aborreçam comigo e me aceitem.

Essas e muitas outras situações provocam algo muito natural, que é a busca do prazer e a evitação da dor, vivenciada em toda experiência negativa.

Mas, algumas vezes, esse medo de nos encontrarmos indefesos diante de uma situação inesperada faz com que ponhamos uma máscara para esconder aquilo que não conseguimos resolver.

Máscaras que fazem com que mostremos ser alguém que não somos e que, em vez de nos ajudar a enfrentar nosso problema, fazem com que nossa dor vá aumentando.

Ainda que as experiências negativas doam e nos afetem de uma forma mais intensa, devemos evitar que elas controlem e dirijam nossa vida.

Apenas nós podemos decidir como vamos levar nossa vida, como queremos atuar, como queremos proceder… As experiências devem nos fazer avançar, melhorar, mas nunca retroceder. E, além disso, as experiências nunca devem provocar nossa infelicidade.

Como devemos atuar então com respeito a essas experiências negativas?

– Nunca sinta pena de si mesmo, nem jogue sobre si culpas que não deveria. O que passou já ficou no passado, esse é o momento de ver o presente com segurança e positividade.
– Não permita que seus sentimentos o afundem numa tristeza da qual seja difícil sair. Sinta-os, mas não permita que lhe arrasem como um tsunami. Grite “chega!”e siga em frente.
– Não se deixe levar por seus pensamentos, já que eles darão mil voltas e farão com que você se sinta confuso e paralisado diante da situação. Ponha um freio nos seus pensamentos e comece a agir.
– Escolha ativamente a sua vida, seja você quem escolhe como vivê-la e afaste cada experiência negativa que o obrigue a modificar seu caminho.

É verdade que as experiências negativas causam insegurança, dúvidas, mal-estar, tristeza… mas tudo isso pode ser superado e só você tem o poder de fazê-lo.

Se você quer sair dessa situação, deve começar a lutar contra esses sentimentos que tentam arrastá-lo como uma corrente.

Evite os pensamentos confusos que não farão nada mais que paralisá-lo, e centre-se seriamente no que você quer.

Não estamos dizendo que você não deva sentir essa insegurança, assimilá-la, vivê-la, mas não pode deixar que ela o controle.

Olhe para as experiências negativas como situações com as quais aprender. De toda coisa negativa se pode tirar algo positivo, algo que só você poderá encontrar, algo que apenas você decidirá experimentar.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA