Hoje eu acordei e decidi ser feliz

Por Mariana Staudt – via Obvious

Hoje eu acordei e disse: libero todos os sentimentos que me fazem mal. Podem ir. Eu agradeço e serei eternamente grata por todos os aprendizados que vocês me passaram, mas agora chega. Podem ir embora! Sejam livres bem longe de mim.

Quem nunca disfarçou o choro dizendo que o nariz estava coçando ou que havia caído um cisco no olho? O que fazer quando as lágrimas correm pelo seu rosto sem controle? Diria que chorar no transporte público é uma das situações mais ingratas da vida. E por que achamos que colocar os óculos escuros vão ativar nossa capa de invisibilidade? Nossa, como eu queria uma. Parece que justo nesse momento todos resolvem notar nossa existência. Ou talvez não, nem estivessem nos olhando, mas nós achamos que sim e, se não bastasse, pensando o que de errado aconteceu com esses pobres coitados. E quando o mundo está de cabeça para baixo, não queremos ser notados. Na verdade, queremos, sim. Mas por pessoas específicas que nem sempre dão a devida importância para a nossa tristeza.

Ficar revendo mentalmente os acontecimentos, os detalhes, os cheiros, as sensações. Fazer relações do possível e do impossível, seja com ou sem sentido. Aliás, a vida não tem o menor sentido. A vida é mesmo engraçada. Quando estamos no meio do olho do furacão ou dentro da tempestade do próprio copinho d’água, parece que aquela certeza nunca vai ser quebrada, que a dor não vai ter fim e aquelas milhões de dúvidas nunca serão resolvidas. Aí o tempo passa, o vento sopra, o mundo gira e tudo muda.

Quer a receita para voltar a ser feliz? Escolha ser feliz! Parece clichê, parece bobo, mas é a maior verdade do mundo. Puxar o freio de mão, respirar fundo e gritar para o seu eu que a sua escolha é essa: ser feliz. A batalha contra os maus pensamentos é árdua e diária, porém o fortalecimento a cada instante que você libera a negatividade é exponencial.

As lembranças ruins estarão sempre rondando, esperando qualquer distração. O segredo é aprender a doutrinar a mente. Aceite a existência daquele pensamento, mas o mande embora. Não aceite que ele permaneça. Dia após dia. Quando você menos perceber, todo aquele sofrimento não terá mais explicação, propósito ou lógica.

Troque a lágrima por um sorriso a um desconhecido. Porque a graça da vida é que ela segue um roteiro desconhecido. Você só precisa ter força de vontade para encarar essa viagem cheia de aventuras, percalços e descobertas. Acorde e diga: hoje eu só quero amor e paz.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



1 COMENTÁRIO

  1. Esse texto extremamente excelente…perfeito… quantas e quantas vezes achamos que aquela situação que nos parte a alma nunca terá um fim? mais é como o autor descreve ” Aí o tempo passa, o vento sopra, o mundo gira e tudo muda”.

    Encantador o texto…

DEIXE UMA RESPOSTA