Enquanto o mundo se estapeia, fico com o seu sorriso

Viver é uma sucessão de instantes. Num dia você acorda, estufa o peito e parte pra cima dos acontecimentos como quem não carrega medo de ser feliz. Mas noutros, a vista cansa, o corpo pede colo e tudo não passa de um querer distante. E nessa balança diária, acreditar que a vida te prepara para reconhecer gestos emocionais é mera ilusão. Porque somos distraídos por natureza. Temos o foco em disputa com tanto ao redor que, sem querer, passamos batido quando surgem oportunidades sinceras para algo melhor. Ainda assim, não há motivo para pânico, pois instantes sempre serão instantes e a hora de recomeçar entra no mesmo embalo constante. Foi mais ao menos dessa forma que o seu sorriso me encontrou.

Totalmente inesperado e sem nenhuma expectativa ou medida, você chegou. Vinha meio sem jeito, sem saber a coisa certa a se dizer, mas para a nossa sorte, soube. Não acreditava. Afinal, como poderia? Quantas vezes pedi baixinho ao tempo, imerso no travesseiro, a mínima possibilidade do encontro. E tivemos dias bons. O sentimento dependia e crescia conforme queríamos. Abraçar a honestidade para com o outro não se tratava dos jogos vorazes emocionais vistos hoje em dia. Tampouco precisamos colocar máscaras de fingimento, tipo daquelas usadas nas ocasiões sociais com desconhecidos a fim de proteger-nos. Nada disso foi necessário. Era eu e você, despidos e entregues. Mas novamente, a vida insiste em intercalar benditos instantes de imprevisibilidades. Mal sabíamos a hora de partir, mas era consenso definir o ponteiro da chegada. E foi o que fizemos.

Não retornamos. Não nos despedimos. Não dissemos até breve. Enquanto a vida prosseguia a passos largos, tudo mudou. Inclusive nós. Porque o amor não se cria na ponta dos dedos. O amor é cultivado sem uma receita precisa. Na verdade, o amor nem deveria ter apenas essa palavra para defini-lo, pois é também uma perpetuação de instantes. Escolhemos onde e como depositá-lo. Foi através da surpresa imensurável que é a arte do desencontro que o nosso encontro aconteceu. Hoje você não é refúgio, âncora ou mesmo uma parcela de comodismo ao meu coração. Você é, dentre todas as coisas, uma escolha para ser mais. Enquanto o mundo se estapeia, fico com o seu sorriso.




DEIXE UMA RESPOSTA