Carta ao meu futuro namorado

Via Tempo de Amor

Futuro namorado,

Não espero de você a perfeição. Não espero – na verdade, não quero – que você deixe de ir jogar bola para ficar todos os finais de semana comigo. Não espero que você sempre diga palavras doces e me responda imediatamente quando eu te mandar uma mensagem no Whatsapp. Entendo que você merece ter a sua privacidade e que talvez, assim como eu, você também seja um pouquinho distraído.

Prometo ser a mais inteira e intensa em todos os beijos que eu te der e a mais acolhedora nos abraços. Fazer uma piadinha onde só eu vejo graça pra ver você rir e te atender às 3 horas da madrugada quando você precisar desabafar. Mas confesso que, de vez em quando, vou precisar ficar um pouco sozinha no meu quarto escrevendo um texto sobre desigualdades sociais ou ir ao parque refletir sobre as coisas efêmeras da vida.

Não me importo se você fala palavrão, gíria e gosta de beber. Não me importa a sua religião, o bairro onde você mora e nem se você não tem carro pra me pegar em casa. Quem disse que eu não gosto de andar de metrô?

Mas uma coisa com a qual me importo – e muito – é que você seja quem você é. E que eu sinta que tenho liberdade para ser quem sou.

Sua gentileza de se oferecer para segurar aquela mochila pesada de um passageiro no ônibus, sua atitude de dar o seu lanche ao cachorro de rua, a forma como você cumprimenta o porteiro do prédio onde mora e esse sorriso lindo que você exibe ao me ver, fazem com que eu me apaixone mais por você.

Talvez eu realmente seja muito exigente. Talvez nem santo Antônio possa me ajudar. Mas vai que uma hora ou outra, por um milagre ou por destino, você resolva aparecer?

Com carinho,
Sua futura namorada.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA