Pare de inventar amor

Por Flávia Jaine – Via Sábias Palavras

Ele disse que você é linda e que só quer te ver sorrir. Você, toda boba, pensou: “é amor”. Pare. Esse cara não te ama, ele só sabe dizer o que você quer ouvir. Já escutou este trecho de uma música do Charlie Brown: “eu falo tudo que ela gosta de escutar, deve ser por isso que ela vem me procurar”? Talvez esse homem com quem você se relaciona seja destes que sabem agradar uma mulher apenas com palavras bonitas e bem colocadas. Creio que o mesmo prenda a sua atenção quando começa a falar sobre algum assunto que ele domine, pois você admira a forma como ele gesticula. Você adora o tom da voz, a barba por fazer, o cheiro, a textura da pele, o olhar malicioso e o gosto do beijo dele. Gata, você está apaixonada. Não é amor. Nem da sua parte, muito menos da dele.

Pare de inventar amor quando encosta sua cabecinha no peito esquerdo do cara. “Ó, estou ouvindo os batimentos cardíacos dele, que romântico”, você pensa. Gata, depois da foda que vocês tiveram, ele coloca sua cabeça no peito dele a fim de evitar um clima estranho no quarto do motel. Sabe por que? Porque é foda cada um virar pra um lado depois de uma trepada. É antiético, é feio e diminui as chances de você querer vê-lo novamente, não é? Pois saiba que ele pensou nisso e, por essa razão, ele te trata bem. O cara quer seu corpo nu e você também quer o dele despido. Sucesso! Quer algo além do corpinho dele sem trajes? “Quero”, você pensa. Hum, amor? “Sim”, seu inconsciente clama.

Pare de alimentar amor quando ele diz que o seu sorriso é maravilhoso e que sua simpatia hipnotiza qualquer um. Ele é malandro, sabe te ganhar no papo. Não me leve a mal, menina, mas a probabilidade de existir amor com base nisso é baixíssima. Não querendo ser clichê, mas já sendo: ele deve falar isso pra várias, afinal, se funciona com uma por que não funcionaria com outra? Não me ache ridícula por essa colocação, veja bem: quero que você não crie expectativas, não se prenda na ilusão de amor, pois ele não te ama.

“Mas ele pode se apaixonar por mim e um dia me amar, não pode?” Claro que pode, mulher. Não estou aqui pra dizer que homem não presta, não tem sentimentos e não dá valor a nenhuma mulher. Longe disso. Todo mundo presta pra amar e ser amado, contudo nem todo mundo se permite amar, tampouco ser amado. Deve ser por isso que ele recua depois que você escreve um bilhetinho carinhoso e o coloca na mochila dele.Ele não quer “se apegar”, não é isso? Confesse, ele já te disse que não quer se envolver com ninguém. Tudo bem, você é madura o suficiente pra entende-lo e deixá-lo em paz. No entanto, você não compreende por que ele te manda todos os dias uma mensagem de “bom dia” e diz, eventualmente, que jamais quer perder você de vista. Fala sério! Que contradição.

Ele até quer olhar nos seus olhos enquanto transa com você. Mas ele prefere não manter contato visual contigo por muito tempo, pois isso aumenta a conexão entre vocês. E ser vinculado a alguém é o que ele quer evitar, certo? Esse cara opta, então, por manter uma pseudo intimidade contigo por meio de conversas quentes e carinhosas no whatsaap e curtidas em suas fotos no Instagran. “Nossa, Flá, que maldade”, você pensa. Sou sincera. Sei que a realidade é, muitas vezes, dura pra caralho. Então eu me permito sentir essa dureza a fim de transformá-la em palavras que podem (ou não) confortar corações angustiados; podem (ou não) influenciar decisões e comportamentos, podem (ou não) te agradar.

Cara leitora, não falo tudo o que você gosta de escutar, falo o que penso, sobretudo o que sinto. As vezes tento fugir de mim, mas a máscara logo cai e aí eu rio pro espelho e me livro da minha sósia, por mais que doa. As vezes nego enxergar o que deve ser enxergado, vejo apenas ilusões. Aposto que você também faz isso. É involuntário, né? Busque novas artes e pare de procurar amor onde não tem. Cresça, se fortaleça e abra mão desse pseudo amor se o mesmo não te agrega em nada. O cara quer ser inatingível, não quer? Então deixe-o voar, mulher. Um dia um beija-flor pousará no seu jardim e fará morada no seu coração.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA