A geração de pessoas que se sabotam emocionalmente

Aí você conhece uma pessoa que parece incrível. Vocês conversam sobre tudo, fazem todos os passeios imagináveis, viram madrugadas em confissões e gargalhadas e têm uma química nunca antes vista na história da humanidade. Tudo parece perfeito, até que aquela pessoa começa a sumir, deixando você sem entender o que aconteceu. Você tenta respeitar o espaço, deixa a pessoa respirar, até que um dia, por não entender o que teria acontecido de errado, você chega com a pessoa e pergunta o que houve. E aí ela diz que não tem como continuar porque não quer se envolver.

Você acha aquilo estranho: afinal, se não queria se envolver, então por que dizia que era uma sorte grande ter te encontrado? Se não queria se apegar, então por que dava bom dia todo santo dia? E por que se preocupava em ser uma pessoa tão carinhosa mesmo tanto tempo depois de as primeiras transas terem acontecido? Nada disso faz sentido, não é mesmo?

Você fica sem entender o que aconteceu, vai investigando, até que a pessoa diz ou que teve um/uma ex que deixou traumas ou que gosta muito de um outro alguém, mas esse alguém não sente o mesmo por ela.

Nessa hora, você pode se sentir como se não fosse uma pessoa boa o suficiente para fazer com que esse alguém que você gosta deixe para trás os traumas e o passado. Você pode sentir um forte sentimento de rejeição, capaz de abalar até a mais inabalável das seguranças. Mas de uma coisa você precisa ter a mais absoluta certeza: tudo isso não é problema seu. Você não tem culpa se a pessoa que você gosta é uma das milhares de pessoas que se sabotam.

Se o outro prefere ficar se sabotando, é problema dele. Se ele não quer se permitir viver uma experiência que seria completamente diferente de tudo o que ele já viveu antes, é problema dele. Você não tem nenhuma culpa ou responsabilidade pelas escolhas das outras pessoas, independentemente de quais sejam elas.

Infelizmente, vivemos em uma geração de pessoas covardes, que se envolvem, mas depois ficam afastando os envolvimentos porque preferem ficar se escondendo atrás dos seus traumas. Eu já fiz isso, você também já deve ter feito. E sabe por que tanta gente faz isso? Porque é mais fácil ficar em uma zona de conforto de auto-piedade, reclamando que os traumas deixaram marcas ou dizendo “Ninguém me ama, ninguém me quer”. Mas tudo isso não é problema seu, [email protected]: é problema da pessoa. É problema dela se ela só se permite se apegar a sentimentos tão pequenos de mágoa, rancor, egoísmo e pena de si mesma.

Todos nós somos imperfeitos, mas nem as suas piores imperfeições justificam que alguém faça isso com você: se envolva, te trate como se fosse ser algo para valer e depois decida ir embora sem dar explicações. Mas, se essa pessoa quer sair da sua vida, deixe que ela vá embora. Você não merece alguém tão covarde.

Do outro lado da mesa

Agora, se você que está aí do outro lado se identifica com o perfil do covarde, pense no que você está fazendo com a sua própria vida. As pessoas são diferentes. O trauma que você teve com uma não necessariamente vai se repetir com outra. Cada um é de um jeito, e, consequentemente, as experiências que você terá com cada pessoa serão diferentes. Pense em todas as pessoas legais que você deixou passar pela sua vida por esse medo de se envolver. Até quando você vai ficar se sabotando por puro medo?

Eu sei que ninguém está dentro de você para saber o que você está sentindo. Ninguém está aí dentro para saber o quanto aquela rejeição te doeu e você tem todo o direito de sofrer o quanto achar que tem que sofrer. Mas pense comigo: se você não está preparado para se envolver, então não prolongue as coisas. Não tenha atitudes que deem brechas para que o outro crie expectativas. Quer beijar? Beije, mas deixe claro que você só quer o beijo. Quer transar? Transe, mas seja [email protected] e diga que você só quer isso. Quer só uma companhia para não se sentir [email protected]? Ok, todo mundo tem suas carências, mas deixe tudo bem claro para a outra pessoa. Será uma escolha dela se ela decidir ficar com você mesmo nessas condições. Mas ela precisa saber o que, de fato, está acontecendo.

O problema não é você viver o seu luto, mas sim iludir a pessoa e sumir do nada, sem dar nenhuma explicação, fazendo com que ela pense que o problema é com ela, que ela fez algo de errado. Seja uma pessoa adulta o suficiente para assumir as consequências dos seus atos.

Inclusive a de talvez, daqui a algum tempo, estar aí se remoendo porque não deixou que a Júlia ou o João entrassem para valer na sua vida e te mostrassem que o presente e o futuro podem ser completamente diferentes do passado.

Texto de Ana Paula Souza
Fonte indicada: Lado M

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

70 COMENTÁRIOS

  1. Uaw! Que texto incrível… me lembra uma das várias vezes que eu me sabotei por ser covarde, uma história que machuca até hoje, que aconteceu com uma garota que eu gostava, ela era sempre muito interessada no pouco que eu tinha para dizer, eu a chamava de lua (por um motivo que não cabe aqui explicar), e veio de outra cidade estudar, e um dia ela me chamou pra sair, nunca aconteceu nada de fato, mas eu não podia ir porque eu não queria que acontecesse, foi então que eu tive a ‘genial’ ideia de abrir o jogo e dizer que eu tinha namorada (o que era mentira)

  2. Humm.. Fui por muito tempo o perfil do “covarde”. Penso que o tema foi abordado de uma maneira muito tendenciosa para a pessoa que seria “emocionalmente sadia”. Nao me identifiquei pelos motivos de ser covarde, o meu problema era “apenas” nao conseguir me aceitar, por consequencia nao conseguia deixar outro se aproximar muito de mim, quando alcançávamos uma certa intimidade percebia que o nosso relacionamento estava fadado a morte pois nao tinha as ferramentas para poder leva-lo a frente, e como o texto disse me auto sabotava.
    Mas, por incrível que pareça um certo dia, encontrei uma mulher que foi delicadamente tirando cada camada de proteção que eu tinha, de pouco em pouco fui meu abrindo e me entregando. Penso infelizmente que nao seria capaz de ter feito isso sozinho, ou se fosse demoraria mais outra eternidade.
    Isso so foi possível por causa dela, tenho plena convicção disso, eh claro que também estava tentando mudar, mas mudar nao facil, e quando voce ja esta a muito tempo vivendo sempre a mesma coisa, mais ainda.
    Para terminar, o medo as vezes vem de coisas muito mais profundas que um final de relacionamento problematico ou rejeição.

    • A sua última frase é determinante para a compreensão destes tipos de problemas abordados nesse texto. É preciso que as pessoas entendam que este texto apenas incita uma reflexão. Até porque não há nada mais curativo do que conhecer a si mesmo profundamente. Somente através de um conhecimento profundo de si mesmo é que se vai descobrindo os medos internos e os desmanchando. E isto só se consegue com a ajuda de profissionais qualificados e uma grande disposição do indivíduo na busca de si mesmo.

    • Cara, gostei muito do seu comentário, me auto explicou. Venho me conhecendo lentamente, pois realmente ainda não conheci uma pessoa que me “completasse”, sinto que por minha culpa meus relacionamentos não vão adiante. Mas achei muito bacana sua evolução. Pretendo conquistá-la.

  3. Nossa esse texto foi incrível, tudo que precisava ler e tudo o que vivi.

    Me relacionei com um rapaz durante 4 meses, pouco tempo sim mas durante esse tempo foi tudo muito intenso, envolvendo amigos, família e muito sentimento. Ele era a pessoa mais incrível e carinhosa que já havia conhecido, e ele havia saído de um relacionamento instável (onde já havia terminado e voltado umas 3 vezes) há 2 meses, esse seu ex relacionamento deixou feridas em ambas partes e sua própria mãe não aceitava mais o namoro.
    O que aconteceu foi que durante nosso tempo juntos ele foi muito verdadeiro, dizia estar encantado, demonstrava muito carinho e amor por mim seus próprios amigos diziam isso, e do nada após passar a semana dos namorados disse ter perdido o encanto que gostava de mim mas não o suficiente para o tal momento, 2 dias após o término ele voltou adicionar a ex namorada, e hoje 1 mês após nosso termino eles voltaram. Mesmo com o término ele me disse que eu era mto especial e que nunca ia me esquecer. Bom, após umas semanas…
    Nos encontramos em uma festa pela cidade ser pequena, e nesta semana tive uma perda familiar onde ele veio a me chamar e conversamos o dia todo, ele mandou musicas e me deu forças, dois dias depois ele voltou a me chamar dizendo ter se lembrado de mim ao ir a missa e conversamos um bom tempo, ele elogiou minha foto, e me disse ter notado que eu estava menos no celular na festa do final de semana.
    Muitos dizem que ele gosta de mim mas sei outro relacionamento o deixa balançado, o que devo pensar com tudo isso?

    • Se ele gostasse de vc teria pelo menos pensado. Mas não, te deixou assim que a ex estalou os dedos. A sensação que nos passa é que vc é o step dele, não faz isso, não permita que ele use vc como válvula de escape. Por que mais cedo ou mais tarde ele fará novamente.

  4. Muito bom esse texto, me sinto a propria pessoa sabotada emocionalmete. Atualmente isso tem acontecido comigo, é algo que eu não consigo entender, e fico procurando aonde errei. e sinceramente acredito que não seja eu o problema. agora é deixar o tempo passar, e tudo se ajeitar 🙁

  5. O que me parece, que este texto foi escrito em um momento de indignação, ou mesmo com esses sentimentos que foram citados de característica de um covarde que não sabe deixar os traumas para viver um novo relacionamento!
    Desconheço algum ser vivo que não precise de atenção, de carinho e amor, mas reconheço que existem limites e acredito que as pessoas tem seus espaços e seus momentos. Não considero covardia a pessoa não querer se envolver com outra, mesmo ela demonstrando que gosta, ama, quer estar perto em determinados momentos, se preocupa e enfim, tudo que uma pessoa faz quando gosta da outra. Covardia é enganar, fugir, mentir… não saber reconhecer seus próprios sentimentos e fugir deles. Entendo que não precisamos dar satisfação do que sentimos as pessoas, somos seres únicos, com peculiaridades.
    Estar de certa forma envolvido e sumir, não quer dizer que a pessoa não queira estar com você, só ela sabe o momento em que está passando, o que deve fazer, e quais sentimentos seguir, desculpas irão aparecer para os sumiços e a negação de se relacionar, mas isso pq o outro precisa, as vzs pressiona para ter uma resposta, e que no fundo nem sempre existe, e muito simples entender: “gosto de vc, gosto de estar com vc, mas não preciso disso para viver a vida, tenho minha individualidade, meus compromissos, minhas prioridades, meus sentimentos…” O que fazer? Apenas respeitar e não tarjar como um covarde que não tem a prioridade de estar com vc, aproveitar o momento assim como esse “covarde” sabe aproveitar, esse momento é o único que existe, aqui e agora. VIVA!

    • Concordo ctg, tbm tive a impressão de mágoa e desabafo. Já li outros textos melhores sobre autossabotagem.
      O negócio é que agt acredita mais em palavras do que no que a gente sente… Muito bobos! Vc sente que a pessoa tá desinteressada, cobra dela, ela diz que está interessada, que te ama e promete o mundo, aí vc continua no relacionamento, mesmo que ainda sinta o desinteresse da pessoa. Tá claro que vcs não tão em sintonia, procura alguém que tu não tenha que cobrar amor que vais ser bem mais feliz. Claro que dói, pq vc quer aquela pessoa, mas em resumo é isso, não rolou! Tem tanta gente interessante por aí… E não quer dizer que aquela pessoa seja um monstro, só não é o ideal de companhia pra ti.
      Mais atenção aos nossos sentimentos, a gente sempre sabe quando algo está errado =D : )

  6. Esse texto não podia ter vindo em melhor hora. Estava conhecendo um rapaz, e logo de cara ele foi muito intenso, dizia coisas lindas, coisas que me deixavam muito encantada. Eu sou uma pessoa que sempre guardei meus sentimentos, nunca tive um relacionamento por medo de que daria errado. E esse rapaz estava me ajudando a deixar os sentimentos fluir. E nossa! Que sensação ótima. Estava tudo muito bom, até ele se afastar e ficar diferente. Eu estava me sentindo a pior pessoa do mundo, por ser tão dura e não retribuir os gestos de carinho. E esse texto me fez perceber que o problema talvez possa não ser comigo, o que já me ajuda, pq eu estava me sentindo muito mal.

  7. Estou passando por isso, estava vivendo a história mais incrível da minha vida, a. 1ª parte do texto é a munha história, de repente ele se afastou e disse que não queria compromisso. Sumiu, eu me senti a pior mulher do mundo. Foi o pior sentimento que já tive, e pra ajudar ele diz “vamos nos ter pra sempre”.

  8. Eu me encaixo no papel de “covarde”. Não posso dizer por todos que estão nessa situação, mas comigo sempre acontece de eu me apaixonar e 3 ou 4 meses depois me desinteressar sem mais nem menos e deixar a pessoa maluca, e posso dizer uma coisa: Dói muito pra mim também! Dói muito magoar alguém, e do mesmo jeito que a pessoa fica confusa, eu também fico, pois eu não sei o que acontece comigo, pois não tenho medo de me comprometer, na verdade eu gostaria muito mas parece que o amor simplesmente some, e vou lutando pra tentar me “reapaixonar ” pela pessoa, mas não consigo. É claro que há pessoas que simplesmente estão pouco se fudendo, mas acredito que devam ter muitos na minha situação e podem acreditar, é horrível 🙁

  9. Comigo aconteceu isso .. Mais estávamos tão bem que parecia mentira . Tínhamos 8 meses juntos , ele todo mes terminava comigo por motivos que eu nao entendia .
    Um belo dia ele se afastou de mim . .
    Ficou 4 dias sem falar comigo , e eu mandando msg todo santo dia pra ele . Ele simplesmente me mandou uma msg dizendo que não gostava de mim , e que tanto fazia eu estar com ele o não.. E disse que gostou de mim no começo , mais ate semanas as fazia planos de se casar e termos filhos ! Porque ele fez isso ? Teve prazer em me iludir? Meu coraçao ainda doi e clama por ele . Tentei ir atras dele varias vezes e so recebia “morra”,”suma” .. Oque eu ajudei oque eu representei pra ele nao foi nada .. Liguei pra mae dele alguns dias atras qando ela ouviu minha voz ela desligou na minha cara . Eu ajudei a todos dei o meu melhor . Mais ele me deu um conselho no dia q terminou comigo . Ele disse ” nunca se dedique a ngm “, acho que me dediquei a quem nao se importava se estava viva ou morta .

  10. Faltou falar sobre: As que sentem tudo isso ficam , falam para você que vc é especial e depois das primeiras trasas a pessoa passa a sumir , só lhe procura quando convém a ela. Ai você cansa , fiz um basta e … Menos de um mês depois a pessoa aparece com uma namorada e já justifuca que “Deus” a colocou no caminho dela…
    Pelo amor né? Tenha santa paciência , Deus!

    A mulher se sente pior que uma garota de programa, pq foi usada e não recebeu nada em troca , só uma cama vazia pela manhã e dorme sem ter com quem conversar no final da noite!

  11. Atualmente vivo situação parecida. A mulher que estou conhecendo, apresenta este comportamento. Quando ela apresentou esse comportamento a primeira vez, não entendi mesmo. Foi exatamente como descrito no texto. Ela se comporta assim mesmo !
    No início sofria tentando entendê-la. Agora, penso como no texto : a culpa não é minha !
    Também tive meus insucessos amorosos, mas nem por isso deixei de amar de novo.

  12. Precisamente o que me aconteceu na minha última relação, mas a pessoa apesar de dizer que não se querer envolver, não quer abdicar totalmente de mim pois de tempos em tempos dá sinal de vida… E não passa disso… Nesta última conversa tivemos disse lhe que ia fechar este capítulo da minha vida e procurar alguém que realmente me ame, me valorize e que queira realmente estar comigo. Ele disse que compreendia isso mas passado dois dias mandou uma mensagem para saber se estava tudo bem e depois disso não disse mais nada…. Penso que seria para garantir que apesar da despedida que fizemos eu ainda estava lá para ele. Estou a trabalhar a minha mente para o esquecer porque percebi que esta pessoa me manipula e se aproveita do meu sentimento para aparecer quando quer e lhe apetece. Não é isto que quero para mim….quero dar a oportunidade de um novo amor na minha vida e para isso tenho de fechar este capítulo da minha vida..porque quando alguém quer realmente estar contigo luta por ti, luta pelo teu amor.

  13. A questão é que todos tem seus motivos emocionais para agirem na defensiva como é o caso. Porém, a atitude corvarde que a autora quis passar é no fato da pessoa não deixar clara suas intenções. Quando se adentra por dias de forma animadora e envolvente, as pessoas tem que ser transparente uma com a outra pra não deixar a outra na expectativa. E dar sempre um feed back. Se não tem uma intensão de decidir por quela pessoa, mais pelo menos por educação e respeito ao próximo.

  14. Acho o texto interessante, apesar de achar que a ótica que foi escrita é de uma pessoa que supostamente foi vítima do ato, e que não compreende os reais motivos (ou os acha pífios ante o ocorrido). É como se fosse algo que a razão resolvesse. Infelizmente as motivações do “luto” ocorrem pelo sentimento, algo que não se controla. Não é como uma chave que os covardes não desligam porque não querem. Foi essa a interpretação que soou pra mim. Acho que na seara emocional não compete racionalizar.

    No mais, excelente texto. Parabéns.

  15. Bom dia! Na situação de covarde tenho certeza que já e coloquei, mas a situação se estendeu porque eu quis que se estendesse, procurei nos outros a pessoa, quebrei a cara e me coloquei em situações alarmantes. hoje de idas e vindas atrás dele, ele se distanciou totalmente não quer depois de 15 anos praticamente, eu vivi a dor, o amor, a desilusão, a paixão, o sonho de querer estar. hoje eu carrego cada pedaço de sonhos perdidos por ter me feito esperar o tempo dele. E o tempo dele foi esperar um erro meu, me colocando igual as mulheres que passaram na vida dele, eu apenas desabafei diante de um fato. Estou de luto sim, mas com a certeza que não quero mais viver nenhum grande amor.Mas o seu texto é de fato uma parte dessa vida, digamos quando estava com meus 20 anos, agora tenho 30 quando vivi o termino dessa perda, eu não choro, porque já chorei demais e dessa dor eu sei de cor. Porque eu sei que o sentimento sentido por ele, hoje é raro.

  16. Quando um texto descreve nossa realidade, e a gente percebe que tem mais pessoas sofrendo nesse exato momento, por ”um mesmo” motivo. Há 6 meses comecei um relacionamento, o meu primeiro namorado inclusive. Quando começamos a sair, sabia que ele estava solteiro a alguns 6 meses, que ele gostou e gostava muito da ex., mas nos deixamos levar, ele me respeitou, me cuidou, deu amor, carinho e tudo que precisava. Quando estava no nosso melhor momento, brigamos por um motivo besta, e ele aproveitou a deixa pra terminar tudo. Pediu um tempo. Eu sem entender nada, procurei explicações. Ele foi muito claro, disse que ainda gostava da ex, que eu era uma pessoa encantadora, maravilhosa, e que ele queria muito que as coisas tivessem dado certo, e que estava rezando pra que Deus me colocasse no caminho dele novamente, mas agora ele não estava pronto pra se relacionar comigo. Nesse tempo ele procurou a ex namorada (Que esta namorando com outro, e não quer voltar com ele, de jeito nenhum. Porém continua brincando com os sentimentos do meu ex-namorado, que acaba criando esperanças, de que um dia irão voltar.) Enfim, pra mim esta sendo muito difícil aceitar que não iremos voltar, todos a minha volta gostam dele, e questionam o motivo pelo qual terminamos, e ainda insistem em dizer ”Vocês vão voltar, ele gostava de você”.
    Eu não vejo ele como um canalha, ele tentou, ele gostou de mim do jeito dele, mas a verdade é que ele não me amava nem 50% do que amava a outra. E pra ele, eu precisava de mais, eu precisava de alguém que me amasse por inteiro.

  17. Boa noite a todos,namorei uma menina assim de nova iguaçu no estado do rio de janeiro,um cantão desses bem escondido,toda complexada por prováveis problemas do passado ,me apaixonei naturalmente e aos poucos ela foi se afastando e tipo um efeito “ghosting” ,me deixando ,por fim veio como um argumento fraco e sem profundidade que nem tive o que falar,senti pena me despedi e nem olhei pra trás,sei que valia a pena o relacionamento,mas aprendi que devemos deixar uma alma ir embora,deixei ela com seus traumas e naquele momento percebi que eu merecia mais…,cada um com seus problemas,talvez possa ter sido egoísta…,porém decidi a muito tempo viver em paz e da melhor maneira possível,espero que sinceramente ela se encontre e seja feliz…,sei que a tratei muito bem com todo o carinho que tinha ora dar,já superei e levo no coração somente as boas recordações e as coisas ruins de aprendizado,muito obrigado pela atenção ⚠,boa noite a todos mais uma vez…tmj.

    • Vc foi otário,quando viu o comportamento dessa garota maluca tinha que ter saído fora logo…se foda,deixa ela viver em paz…,vai ser assim a vida toda…,pode ser bem sucedida profissionalmente…mas infeliz de sentimentos,vacilona encontra outra mais bonita e amorosa que não tenha medo,segue firme que alguém bom vai aparecer.

  18. A pessoa gosta de socializar com os amigos,tem vontade de ficar de namorar ,quer encontrar alguém que de atenção e carinho,se empolga no início,mas depois de um tempo some sem dar explicações,diz que está com problemas,várias situações..pura baleia,a pessoa e fraca mesmo,não aguenta receber amor como nunca teve antes e talvez nunca tenha de novo,por que os caras estão aí prontos pra pegar esculachar e sair fora,poucos são os que valorizam,que demonstram…é um antagonismo do karalho por parte desses,dessas pessoas com “anorexia emocional”,só nos resta entender….,porque aceitar é foda,eles vão passar a vida toda correndo de coisa séria,sempre vão arrumar uma desculpa,não se abrem e nem aceitam ajuda…,quando eu identifico essa treta já saio fora …ao perceber esse tipo de problema a melhor coisa é nem dar chance pra esse tipo de pessoa complexada,…falou aqui uma pessoa que teve seu coração magoado,mas que hj entende o que houve.

  19. Bom dia,pelo comentário o transtorno de “Anorexia emocional”,só faz com certeza- que algumas pessoas deixem as outras mais frustradas,quem faz o se envolver e depois sai fora só pode ser doente,e muita maldade,pura miséria,não recebeu carinho da família de alguém que gostava ,do namorado(a),foi abandonada ,levou porrada,foi obrigada a abortar,podem ser várias coisas,e acabou gerando o transtorno,mas daí a não procurar ajuda.,e pior ainda,vai ser refém de si própria a vida toda,e sempre deixando os demais com esperanças e saindo fora,o mundo é diferente da ponte pra cá.

    • Senhoooor que comentário absurdo!

      Parem de vitimização e pensem que no início de relacionamento o encanto realmente existe, as pessoas não se conhecem e projetam expectativas, gostam do que estão mostrando e descobrindo. Mas descobrindo a parte legal também vão descobrindo a parte que não é legal.
      Tem gente que só não tá afim, tem gente que se decepciona, tem gente que não deixa o outro explicar o que sente, sufoca e depois se põe no papel de vítima.

      Nem todo mundo tem trauma, nem todo mundo é covarde ou cruel, muito menos doente!
      A pessoa querer ou não é uma decisão natural, saudável e comum.

      O que não é saudável é se sentir vítima do mundo, achar que um fora é o fim da auto-estima ou uma condenação injusta!

      Sintonia imediata acontece e não tem nada a ver com amor. Paixão é paixão, aproveitem a fase e SE acabar olhem pra tudo o que foi bom, legal, e que pode se repetir. Ficar buscando motivo e culpados é pura imaturidade.
      E pra achar que alguém que não te quer só pode estar doente… Terapia urgente né!

  20. E quando você começa a conhecer a pessoa e acaba por não admirar mais tanto, por não sentir a mesma afinidade ou ver que alguns caminhos são diferentes. Objetivos, sonhos, visões sobre tudo???

    E quando a pessoa coloca toda sua felicidade em cima de você, quando não faz absolutamente nada, apenas espera que você seja a salvação de sua vida porque você está ali conhecendi alguém quebparece incrível?

    Suas atitudes e batalhas na vida assumem o peso de dois. Você se preocupa com seus sonhos e projetos, tendo ainda outra pessoa que se tornou dependente, enquanto você dizia ” não faz isso. Eu não sou nada. Tu que precisa encontrar a felicidade em si, antes de achar que eu sou tudo”.

    Enfim.. Ninguém é obrigado a entrar em um relacionamento para casar e muito menos porque um dos dois quer isso.

    Passei a pouco pela situação. Me sinto o maior covarde do mundo por ter feito ela sofrer, mesmo sendo sincero e honesto. Não podia dar o que ela queria pq quero ser feliz e não estava ali minha felicidade.

    Acho que o problema é a visão limitada de algumas pessoas e acharem que alguém deve estar a sua disposição porque assim o querem, quando talvez elas não sejam de fato a pessoa que o outro estava procurando ou admirando.

    É triste, mas se querem botar tudo no mesmo saco e reclamar de alguém que se decepciona e sofre afastado, afastado pra não machucar alguém que gosta ainda, tem algo errado. A solução pra essa tristeza não é uma bengala que caiu de paraquedas num tinder da vida.

    • “Não sou nada.” Você revelou o seu problema. Você não acredita em si mesmo, tem baixa auto estima. Não está preparado pra assumir um relacionamento porque não tem coragem de dividir sonhos, de enfrentar os seus problemas e os de outro alguém. Relacionamento é isso. E você não quer isso, quer continuar vivendo por si mesmo, sozinho, sem ter de assumir os compromissos que chegam junto com um amor de verdade. Sente-se covarde porque foi mesmo. Da próxima vez, não se envolva e nem permita a outra pessoa se envolver. Isso é possível, se não colocar as necessidades fúteis do seu ego em primeiro lugar.

    • Concordo 100%!
      Não dá pra separar o mundo em duas falanges: “vítimas” x “covardes”
      Isso é generalizar.
      Casa casal é um, cada história é diferente.
      Se por no papel de vítima é um atraso de vida, e achar que ser seletivo é ser covarde também.

      Geração mimada que não sabe lidar com frustrações e aceitar os direitos das pessoas.
      Categorizar é desrespeito e não conhecimento.

  21. Essas pessoas com esse tipo de comportamento são sim egoístas,o problema não é se envolver,meu ex-namorado tinha essa coisa começava um relacionamento e depois do nada ia desaparecendo era incapaz de dar um bom dia,fez isso comigo e me disse ter feito isso outras vezes,parece um medo,algo maior que ele,uma pena…acredito que daríamos certo,mas infelizmente acabou,hj estou com alguém que não tem medo de demonstrar que gosta de mim,que dedica seu tempo,da melhor forma possível e que faz um esforço para estar ao meu lado e me ver ,mesmo com toda a dificuldade…isso sim eu valorizo e correspondo,deixo uma dica valorize quem faz o máximo pra estar ao seu lado…mesmo com o pior cenário -família,amigos,trabalho,faculdade seja lá o que for…muito obrigado por compartilharem as suas experiências…um abraço a todos.

  22. Estou sofrendo muito. Meu “namorado” me levou até o topo do amor e de la, me atirou sem paraquedas.
    Eu não queria mais me relacionar com ninguém por medo. Por tudo que ja passei até hoje… mais ai, de repente aparece na sua frente a pessoa que vc sempre quis ter uma chance. Vc nao pensa duas vezes. Você entra, mergulha, se envolve por inteiro, se apaixona, ama e ele parece estar correspondendo.. te trata com todo cuidado, carinho, faz planos com vc, tem palavras e atitudes que demonstram amor, canta pra vc te olhando “apaixonado”, te olha nos olhos enquanto te ama.
    Tudo parecia um sonho. E Era.😢
    Eu preciso acordar.
    Ele começou a se afastar de mim, a me rejeitar, a fazer eu me sentir um nada na vida dele. Não desejo a dor q estou sentindo a ninguém. ta me maltratando muito. Esse homem nao tem a mínima noção do que estou sentindo e passando. Mas tbm não merece saber.

  23. Boa noite,já li esse texto e posso dizer que a minha ex-namorada e desse tipo aí,ghosting,vai sumindo sem deixar rastro,sei que ela tinha um problema do passado mal resolvido,porém parece que arrasta isso aí até hj,muito vacilona…,está presa ao passado e alimenta algo ruim todos os dias,não da chance para o futuro ,quando alguém bom entra em sua vida ela dispensa sem pena,como no filme noiva em fuga,Maggie Carpenter…tem esse tipo de comportamento até encontrar quem ela gosta de verdade e está disposta a se relacionar…,o resto melhor dizendo retirem essas pessoas de suas vidas,vcs serão mais felizes…,

  24. Pensei q era papo de mulher mas to vendo q tem uns mano aqui tb. Wlw tmj. Ae eu fui um covardao meu. tipo conheci a mina,ate gostei dela mais eu nao queria envolvimento serio, fui ficando dai percebi q a mina tava gamada em mim e me gabei é claro, fikei curtindo aquilo mais depois axei chato, eu nao queria isso eu nao queria uma namorada e ela tava achando q era minha namorada; eu nao queria ter de dar satisfação a ninguém nem aturar crises de ciúmes nem suprir carencia nem necessidade de ninguém, somente a minha.eu queria mesmo era curtir eu tava era achando o máximo ter aquela mina linda ali do meu lado atraindo vários olhares tipo meu quando a mina ta ali com voce, so com voce mano; te dando toda atenção fazendo de tudo pra agradar voce;tipo a mina te beija te abraça em público toda carinhosa deixando teus amigo louco de inveja de voce.. eu tava axando o maximo ter ela a hora q eu quisesse sim porq é claro q ela ia querer afinal tava apaixonada por mim; queria sair aproveitar viajar tipo e depois cada um na sua; era so isso que o covarde aqui de uns meses atras queria; mas a mina nao; ela tava se chegando demais meu; apaixonada demais ai o covarde aqui saiu fora; e claro mano eu sei q deixei ela sem entender; no começo ela ainda me procurou pra saber daí eu rejeitei e ela sumiu; castigo eu sei bem feito pra mim mesmo; Isso mesmo mano eu rejeitei a mina da minha vida a mina q fazia tudo pra ta domeu lado; maluco se arrependimento matasse um eu nao taria aq agora escrevendo isso pra voces; maluco eu to desesperado nao tenho vergonha de assumir isso nao; tenho vergonha é do que eu fiz. tudo q eu queria agora era exatamente essa mina do jeitinho q ela era aqui do meu lado e eu nao soube valorizar ; e do jeito q ela merece; tudo amigo q eu queria agora era aquele carinho e atenção todo q so ela me dava e q eu por certas vezes achava um saco; meu ta foda a mina ta me fazendo uma falta do caralho; todo dia me pergunto como q eu fui tao burro cego como q eu pude expulsar essa mina da minha vida meu;foda.mina responsa de respeito meu; fora q é linda meu e tem tudo q um homem de verdade precisa e procura e tals mas infelizmente eu nao fui esse homem.so agora enxergo isso; eu descobri q amo essa mina e quero ela pra mim; e vou faze de tudo reconquistar ela; tudo mesmo; eu sei q vai se dificil de disfazer essa burrada meu porque eu sei q eu fui um merda e eu sei q ela sofreu e algumas pessoas me disseram isso tb. Queria pedir ajuda das mina ai tipo alguma coisa q eu podia fazer pra ter ela de volta; me ajudem a pensar galera rs wlw tmj ae

  25. Olá,gente lendo esses comentários me vi nesses relatos…namorei um garoto há um tempo e ele muito atencioso dedicando seu tempo a mim com toda atenção e carinho,mesmo tendo vários compromissos sempre dava um jeito de me ver,mas não estava rolando sabe eu não era recíproca,ele precisava de mais do que eu poderia oferecer,o chato foi saber o esforço que ele fazia pra me ver, e eu nem aí pra ele,hoje me arrependo,ele nunca mais quis saber de mim,e eu não o procurei mais,me acovardei e não fui sincera o suficiente por medo talvez,não queria me envolver acho que não sei reconhecer o amor e nem retribuir mais,boa noite bjsss.

  26. É, realmente esse texto tem a minha cara.

    Faz um bom tempo que não me relaciono (3 para 4 anos), e não fico com ninguém já faz quase 1 ano. Até que esses dias encontrei uma pessoa com idade bem abaixo (17 anos) com os mesmos pensamentos. Uma simples conversa de 3 horas sem beijo (ela não queria pois tava ficando sério com outro) me deixou bobo. Eu sei lá o que aconteceu naquele domingo para segunda, pensei que fosse a bebedeira do dia que tinha me deixado assim, mas já percebi que não foi isso. Só sei que não consigo parar de pensar nela.

    Ela me passou o contato dela, e até antes de dormir de domingo para segunda conversamos, respondendo de forma rápida. No dia seguinte, visualizava e demorava pra responder se arrastando até quarta. Depois disso cortei contato com ela, e até agora não me mandou mais nada.

    Eu sinceramente não entendi pq passou o contato dela correto, e afirmou que sairia comigo pra gente se conhecer melhor. Tenho muito medo de tocar no assunto e me ferrar nessa. Não sei se continuo no gelo, ou se chamo pra conversar, sair.

  27. “Quem quer fica junto,quem não quer sai fora,só não deve enganar os outros e sim ser sincero,não se trata de ficar preso senão quiser,fica quem acha e pensa que vale a pena,falem a verdade ainda é o melhor caminho a seguir”.

  28. Tá, eu não sei explicar ao certo o que eu sinto. Desde muito pequena, meus pais sempre me disseram que ‘homens são todos iguais”. Não pense que era minha mãe que falava isso, na verdade era meu pai. Até hoje fala.
    Eu não sei se é fobia, ou outra coisa, mas não consigo de modo algum oficializar um relacionamento, apresentar aos meus pais e virse e versa. Eu travo. Congelo. Dá uma agonia no peito, e na minha cabeça só consigo pensar que ou ele, a pessoa, vai fazer merda e acabar com tudo, ou eu vou fazer merda e acabar com tudo. Eu só consigo imaginar no fim, e em como isso vai me afetar e afetar a pessoa.
    Já tentei apresentar e eu sempre estagno. Não consigo. Assumir o relacionamento entre amigos eu não sinto isso, mas quando penso em assumir aos meus pais, a minha família, colocar ele em convívio com meu familiares eu entro em pânico.
    Por favor alguém me diz o que raios é isso, e como faço pra superar.

  29. Na boa mesmo,sempre que alguém demonstrar esse tipo de comportamento deixem os ir embora com vontade,encontrem alguém melhor,tanta gente boa nesse mundo querendo amar e ser amada,tantas possibilidades,tantos momentos de alegria,a vida segue e mar acama,o vento sopra a favor e a gente vive feliz,vamos aproveitar a vida,e quem merece estar ao nosso lado,muitos beijos beijos beijos beijos beijos a todos os que escreveram nessa página.

    • Aaaaaeeeeee!!!! Até que enfim um comentário motivador!

      Desatem os nós e admitem os laços!
      Se a pessoa é traumatizada sai fora e vai ser feliz!
      Ninguém resgata quem não quer ser resgatado. Respeite ela e se respeite.

      Uma linda vida madura!

  30. Gente eu tenho tanta saudade do meu ex,ele é um príncipe e me tratava como uma verdadeira princesa ,mas eu o dispensei e agora a pouco tempo soube que está com outra e ele a pediu em namoro,eu vi as fotos no facebook de uma amiga e pude perceber a felicidade do casal,me bateu um arrependimento pensando que poderia ser eu,até hoje não sei porque corri,preciso de ajuda,aquele lugar é meu e não dela,ódio de mim,ainda gosto muito dele,sei que ele correu muito atrás e eu não o quis,não sei se dá tempo de consertar o erro,mas vejo que ele está tão bem,parecem tão felizes ,ela faz tantas declarações sobre as surpresas que ele faz,mas eu ainda vou tentar ter ele de volta.

    • Se você não quis e resistiu tanto tempo ele não é um príncipe, você está com dor de cotovelo, sendo competitiva só.

      Aposto que se ele largar a menina vc vai desfilar com ele até ela saber e depois chutar ele de novo. Isso sim seria covardia.

      Deixa ele viver a vida dele e ser feliz, e seja feliz você também!
      Ache o seu príncipe pq vc ja viu que ele não é e terminou com ele né?

      Descomplica meu bem!

  31. A verdade é q vc nao deu valor enquanto havia tempo. Agora, outra pessoa está la, usufruindo de tudo aquilo e muito mais! E se ele estiver bem e feliz como parece estar, e o mais importante, se estiver se sentindo amado e valorizado como deseja e merece, ele não voltará.

  32. Assunto tratado muito preto no branco
    Existe tanta coisa envolvida na bagagem de vida de cada pessoa.
    As pessoas nāo são covardes pq escolhem ser mas sim porque nem tem consciência do que estão fazendo.
    Verdaderamente construtivo é ajudar o outro a entender o porque daquela atitude ou escolha. Julgamento do processo do processo do outro não vai trazer benefício nenhum para ninguém.

  33. Estou me recuperando de um abandono. Ela simplesmente se foi depois de quase 2anos de namoro sem da explicação. Perguntei o motivo e fui desprezado nem resposta quis da. Fazíamos planos para o futuro filhos casamento e tals. Ela voltou a estaca zero. Quer curtir a vida. Acho que meu erro foi me doar demais. Agora ela ta na curticao e eu vou seguir minha vida não posso mais sofre com isso. Mais vou falar com vocês dói demais isso. Parece que a pessoa foi falsa com vc esse tempo todo. Sacana e ruim. Ela foi uma mosntra comigo, joguei todas as fichas investi para no fim levar um chute no traseiro sem nenhuma explicação. Alguém me diz algo???

    • Acho que não dá para julgar a atitude dela. A gente não conhece os fantasmas que assombram o outro e os valores também são diferentes. É difícil dizer…seria um chute no escuro. Eu acho que você não deve se apegar a isso, pelo contrário, você deve se empoderar, sabe?
      Não deixe de acreditar no amor e nas coisas boas que você ainda pode viver por causa do fracasso que foi essa tentativa. Busque aprender com ele e seja dono da sua felicidade. A Felicidade existe dentro de você e, quando você aposta suas fichas em alguém você está escolhendo dividi-la com alguém e não entregando-a por completo. Cuide da sua mente, esteja bem com você!

  34. E quando a pessoa foi honesta, pediu pra ir devagar, mas eu pressionei, comecei a cobrar, exigir e ela não aguentou? Preferiu se afastar, pediu desculpas pela impressão que causou e se ausentou de vez? Eu poderia estar com o amor da minha vida agora, mas fui imprudente, impulsiva, impaciente, ansiosa e agora nada tenho o que fazer. Ele pediu paz, disse que não tem como mandar no coração… Acho que jogou a relação que nem tinha no lixo, empurrei-o pra alguém mais maduro, enfim… Autosabotagem pode ser de vários jeitos, atingir vários níveis… E agora, nem sei o que me resta….

  35. E quando a pessoa foi honesta, pediu pra ir devagar, mas eu pressionei, comecei a cobrar, exigir e ela não aguentou? Preferiu se afastar, pediu desculpas pela impressão que causou e se ausentou de vez? Eu poderia estar com o amor da minha vida agora, mas fui imprudente, impulsiva, impaciente, ansiosa e agora nada tenho o que fazer. Ele pediu paz, disse que não tem como mandar no coração… Acho que jogou a relação que nem tinha no lixo, empurrei-o pra alguém mais maduro, enfim… Autosabotagem pode ser de vários jeitos, atingir vários níveis… E agora, nem sei o que me resta….

  36. Se é ele q está fazendo vc se sentir tão culpada assim, ele é um nada e não te merece. Não se sinta assim querida! A gente so faz o que está dentro do nosso coração. Vc amou de forma intensa e também desejou ser amada mas não teve retorno.
    Uma coisa eu te garanto: se ele gostasse realmente de você ele estaria agora e sempre ai ao seu lado, vivendo tudo com você. Portanto minha flor, você não empurrou ele pra ninguém, ele foi porque quis. A verdade é essa. Infelizmente. Porque uma coisa é certa: quando a gente gosta de alguém mesmo, a gente não mede esforços pra ficar ao lado da pessoa, a gente enfrenta o que for preciso, mas sempre lado a lado e jamais pensa em se afastar.
    O que te resta? Encontrar alguém que te ame e valorize tudo em você e aconteça o que acontecer, não hesite em ficar ao seu lado!

  37. Olá, boa tarde!

    Apesar de achar que o texto não trata amplamente do assunto e de ter percebido, assim como outras pessoas nos comentários também disseram, o texto como um desabafo, eu me senti reconfortada pelas palavras. Era o que eu precisava ouvir.

    Há mais ou menos dois meses, conheci uma pessoa incrível. Eu fui com calma porque não queria criar expectativas sem nem mesmo conhecer a pessoa e também por querer ir sentindo como estava a nossa dinâmica, como casal. Quando eu sentia que pudia dar mais passos…eu dava (a minha maneira, mas dava). Acontece que essa pessoa sofria de ansiedade (do tipo que precisa de tratamento farmacológico) e também tendia a ter visões pessimistas e comportamentos depressivos. Isso tudo não costumava ser dividido por ela comigo. Até um dia em que a pessoa me disse que não estava bem tanto emocionalmente como fisicamente para me encontrar. Eu segui conversando e deixei claro que, caso se sentisse confortável, poderia falar comigo sobre o que quisesse. Nas semanas que se passaram, a distância entre nós só aumentava. E eu não conseguia distinguir se era o problema emocional ou se era mesmo um ponto final. Então, optei por não depositar mais cobranças nela, mas…de forma esporádica aparecer com alguma mensagem, só para mostrar que ainda me importava com ela, sabem? Ela chegou a um nível de respostas tão frias, que me chatearam demais a tal ponto de eu rever todo o trajeto da nossa relação e buscar alguma coisa que eu pudesse ter feito/dito que desencadeasse uma reação como essa. Resultado: eu sumi por uns dias e, para a minha surpresa, a pessoa retomou o contato comigo. Eu reagi como se a distância não me incomodasse, mas as respostas passaram a ser restritas. Passei uma semana tentando entender o porque de retomar o contato com alguém com quem você não quer conversar?! Não fazia o menor sentido. Analisando toda a situação, percebi que essa história me afetava demais e me entristecia. E o meu objetivo não era estar triste, muito menos permanecer triste. Na ausência de respostas e de qualquer sinal, eu decidi por mim mesma dar um fim nisso, porém não queria ir embora da vida dela sem ter as respostas que tanto estava buscando. Consegui a atenção dela o suficiente para ter uma conversa sincera e fiz as três seguintes perguntas:
    1) Você sabe que tem um abismo crescendo entre você e eu, que promete nos deixar cada vez mais distantes?
    R: Esteve mal, só queria ficar sozinha. Durante essa fase, esteve também muito confusa e não conseguia se decidir entre fazer uma proposta de relacionamento sério ou não. No fim decidiu dar uns passos para trás e se dar a oportunidade de sair com outra pessoa e ver no que poderia resultar. E era isso que estava fazendo…estava saindo com outra pessoa há uma semana. Mas que tudo isso não era motivo para parar de falar comigo do nada e que gostaria de se desculpar.
    2) Por que não foi honesta sobre isso comigo?
    R: Porque é uma pessoa muito confusa e nunca sabe direito o que quer da vida.
    3) O que pesou mais nas escolhas que fez: a confusão ou o medo da minha reação?
    R: A confusão.
    As respostas dela não mudaram a minha decisão. Eu só queria as respostas para não ficar cogitando “o que poderia ter acontecido se…”. Eu deixei claro para ela que não achava justo a forma como ela me tratou e que tudo poderia ter sido mais simples e menos doloroso se ela tivesse se comunicado. Não foi legal. Independente disso, também avisei que estava cortando o contato, porque dentro do meu universo emocional, não consigo estabelecer amizade com aquelas pessoas com quem já tive bastante intimidade. A pessoa insistiu em uma conversa face to face, mas eu recusei. Não via mais espaço para que algo novo pudesse ser dito. Na verdade, a perspectiva de uma conversa cara a cara era bem ruim porque eu poderia não medir as palavras, especialmente se a pessoa tentasse ficar comigo novamente depois de tudo o que aconteceu.

    Apesar de estar certa de que essa foi a melhor decisão para mim, eu ainda estava aborrecida com a história. E depois de ler “Você não tem nenhuma culpa ou responsabilidade pelas escolhas das outras pessoas, independentemente de quais sejam elas”, meu coração ficou tranquilo. Me senti compreendida. Porque foi exatamente isso que aconteceu: confuso ou não, ele fez as escolhas dele. Eu tenho a minha vida e também fiz as minhas escolhas. Independente do que influenciou as atitudes dele, quando a gente dá um passo a chance de ganhar ou perder é a mesma (50% para cada). Então, só desejo que ele acerte um dia, assim como eu também tenho buscado acertar.

  38. Isso aconteceu recentemente comigo. Ainda estou em fase de recuperação. Entrei até em depressão. O que mata mais não é nem o fim do relacionamento, mas a falta de explicações por parte do parceiro/a que simplesmente esfria e se afasta, quando tudo parecia ir bem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here