9 coisas bobas que roubam as suas energias – e que você deveria parar de fazer

Atire a primeira pedra quem nunca sofreu por uma bobagem como se algo extremamente sério estivesse acontecendo. Todo mundo já fez drama por algo que não era tão importante, estragou o próprio dia por uma bobeira e só depois percebeu que exagerou (ou nunca percebeu).

Não há nada de anormal em estar mais sensível de vez em quando e acabar se abalando por algo pequeno. Somos seres humanos com diferentes sentimentos, emoções, variações de humor e formas de pensar e às vezes perdemos o controle, exageramos, estamos de TPM, ficamos chateados sem grandes motivos… o problema começa quando se abalar por coisas bobas se torna rotina, nos martirizamos por todo pequeno erro ou transformamos um atitude negativa em mania e estas ações começam a nos afetar constantemente, nos colocando pra baixo quase o tempo todo.

O primeiro passo para mudar isso é detectar estas atitudes em nós mesmos. O segundo é estar disposto a mudar, para então passar a se observar e tomar a iniciativa da mudança.

Analisando as minhas próprias atitudes e o que observo e ouço de outras pessoas, listei algumas das coisas bobas mais comuns que as pessoas fazem e que acabam com suas boas energias. Será que você se identifica com alguma(s) delas?

1) Sentir raiva de si mesmo por pequenos deslizes

Deu preguiça e você não foi à academia. Exagerou nos docinhos da festa. Falou algo fora de hora. Pagou um mico. Fez uma brincadeira que alguém não gostou. Cometeu um erro no trabalho. É clichê dizer, mas lá vai: errar é humano. Seja quando erramos com algo muito importante ou quando cometemos um pequeno deslize, precisamos consertar ou pedir desculpas e tomar cuidado para não repetir. Mas repito: seres humanos erram. Muitas vezes nos deixamos abalar de forma exagerada por um pequeno erro que só precisaria de um simples conserto, e fazemos com que isso nos traga um sentimento forte de decepção e raiva de nós mesmos que nos impede de melhorar e fazer a coisa certa. Você não é o seu erro. Você apenas errou, aprendeu, e agora vai tomar cuidado para não repeti-lo.

2) Sofrer por antecipação

“Quanto nos custaram os males que nunca aconteceram…”

Alguma vez você já cismou que algo de ruim ia acontecer, ficou horas inventando uma história terrível na sua cabeça, sofreu de medo esperando o pior e nada aconteceu? Sofrer por antecipação é uma das piores formas de utilizar o seu pensamento. Sim, é difícil parar, principalmente quando temos esse costume ou sofremos de ansiedade. Eu já fiz muito isso e o que me ajudou a controlar foi pensar em quantas histórias eu já criei antes na minha mente e não aconteceram. Quantas vezes eu tive certeza de que estava muito doente, que algo de ruim tinha acontecido a alguém ou que alguma coisa terrível ia acontecer na minha vida, e nada aconteceu? Lembrar a si mesmo de que isso é mais uma invenção da sua mente pode ajudar a relaxar quando você começar a sofrer por antecipação.

3) Reclamar de tudo

As palavras e os pensamentos exercem muito poder na nossa vida, e reclamar é uma forma de espalhar energia negativa dentro e fora de você. É claro que nem tudo conseguimos deixar passar e, dependendo da situação, reclamar pode ser uma forma de fazer com que as coisas melhorem. Mas eu sei – e você sabe – que muitas reclamações que fazemos são por puro hábito e não passam de bobeiras que não merecem tanta atenção e desperdício de energia. Aceitação é provavelmente a palavra que você precisa para melhorar essa atitude. Aceitar que a vida não é perfeita mas não por isso não pode ser maravilhosa. Que problemas fazem parte e você nunca teria aprendido coisas importantes se não fosse por eles. Que o mundo não é perfeito, mas existem muitas coisas boas. Aceite as imperfeições e valorize as coisas boas. Pratique mais gratidão e menos reclamação.

4) Se irritar com o mau humor alheio

A irritação alheia quase sempre é muito mais um problema da pessoa com ela mesma do que com você. Mesmo assim, quando há alguém irritado, mau humorado e chato perto de nós, nos deixamos abalar e absorvemos aquela energia ruim, o que nos deixa também irritados e de mau humor, mesmo que você estivesse se sentindo super bem antes de ficar perto daquela pessoa. Nesses casos, conheço duas opções de solução: ao invés de entrar na escuridão do outro, tente colocá-lo na sua luz. Se não conseguir, seja luz para si mesmo e permita que a pessoa passe pela escuridão, porque ela pode estar precisando passar pelo escuro para conseguir chegar até a própria luz. Respeite o momento do outro, porque nós nunca sabemos o que se passa na vida alheia.

Se irritar com o mau humor alheio

5) Ir a lugares onde não se sente bem

É provável que você já tenha ido a alguns lugares onde não se sentiu bem e percebeu que as energias dali não combinavam com as suas. Ou também a lugares em que não se sentiu bem-vindo e, quando chegou, só conseguia pensar em quanto tempo faltava pra ir embora. Se não houver um bom motivo para ir a esses lugares, pra que gastar suas energias indo lá? Vá a lugares onde você é querido, se sente à vontade e consegue se divertir, conversar, relaxar. Evite os lugares que drenam suas energias e te deixam cansado. A vida é muito curta para, entre tantas opções, escolher ir aonde não nos sentimos bem.

6) Comparar sua vida à dos outros

É muito legal conhecer, admirar e acompanhar pessoas interessantes, inteligentes e bem-sucedidas. Mas deixa de ser algo positivo quando não fazemos isso para nos inspirarmos e aprendermos com elas, e sim para compararmos a nossa vida e ficarmos pensando em como o nosso dia a dia é chato e desinteressante. Não importa se a vida de outra pessoa é cheia de aventuras, eventos legais e acontecimentos interessantes. O que importa é o que você quer da sua vida e o que está fazendo para conseguir. A única comparação que faz você crescer e melhorar é comparar o seu hoje com o seu ontem e questionar se está evoluindo. É a partir daí que você percebe se está no caminho certo, se precisa mudar e toma suas decisões. Comparar-se com os outros não resulta em nenhuma mudança para melhor e só serve para você se sentir insatisfeito.

7) Competir com as outras pessoas

Por inteligência, beleza, sucesso, popularidade, para mostrar quem manda, por querer ser sempre a pessoa que está certa… É um gasto inútil de energia focar sua vida em ser melhor do que alguém, porque muitas vezes o que outra pessoa tem não é o que te fará feliz. Concentre-se em conhecer a si mesmo, descobrir o que você quer alcançar e trabalhe nisso. Se encontrar inspiração em alguém e puder aprender com essa pessoa, ótimo. Mas não se incomode com o que os outros estão fazendo melhor do que você, porque isso não te trará crescimento algum.

8) Pensar nas coisas que você não quer que aconteçam

Desperdício enorme da energia do seu pensamento, que poderia ser aproveitado de forma muito melhor para fazer você se sentir positivo e motivado se estivesse pensando em seus sonhos e objetivos, mas está sendo usado para te colocar pra baixo. Foque seus pensamentos naquilo que você quer que aconteça. Pense mais no que pode dar certo e menos (bem menos!) no que pode dar errado. Ao invés de procurar motivos para se preocupar ou sentir medo, procure motivos para se sentir entusiasmado a fazer coisas boas e correr atrás do que você quer que aconteça.

Pensar nas coisas que você não quer que aconteçam

9) Tentar ser alguém que você não é

Se alguém ou alguma situação exige que você seja diferente de quem é, essa pessoa ou circunstância não é boa para você. Não confunda com situações e pessoas que te ajudam a crescer, estamos falando de pessoas que não te aceitam e situações que apagam o valor de ser quem você é. Não mude para as pessoas gostarem de você. Seja você e as pessoas e situações certas virão.

Tem alguma atitude desnecessária sua que te coloca para baixo e você quer mudar? Você costuma se abalar por coisas bobas? Conte nos comentários!

*Fonte: Site Desassossegada

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA