5 razões científicas pelas quais ser irmão mais velho é melhor

Por Rodrigo Vaz Pinto 

Há várias vantagens de ser o irmão mais velho. Aqui ficam cinco, apoiadas por estudos científicos.

O Huffington Post compilou o resultado de vários estudos realizados ao longo dos anos para chegar às seguintes conclusões:

1. Os irmãos mais velhos podem ser mais inteligentes

Num estudo realizado em 2007 na Noruega a 250 mil jovens adultos, mostra que os irmãos mais velhos tinham um QI relativamente superior. Em média tinham um QI com mais 2.3 pontos que os seus irmãos novos. Os investigadores também afirmam que esta diferença não se deve tanto à genética, mas sim às circunstâncias onde os filhos mais velhos crescem.

2. Podem ser mais responsáveis

Segundo Jeffrey Kluger, jornalista e escritor, autor do livro “The Sibling Effect: What the Bonds Among Brothers and Sisters Reveal About Us”, que se foca na temática dos irmãos. No seu livro Kluger refere que os filhos mais velhos tendem a ser mais leais à família e têm um percurso mais tradicional. Por isso mais são vistos como mais responsáveis.

3. Podem ter mais sucesso

O psicólogo da Universidade de Nova Iorque, Ben Dattner, diz que os primeiros filhos a nascer, tendem a ser mais orientados para o sucesso e a querer satisfazer os pais. Os estudos ainda dizem que os filhos mais velhos também tentam dominar os filhos mais novos, estando assim mais preparados para liderar.

4. Seguem as regras

Os psicólogos belgas Vassilis Saroglou e Laure Fiasse publicaram um estudo em 2003, onde diz que os primeiros a nascer normalmente são mais responsáveis, competitivos e convencionais. Daí terem a tendêndcia de seguirem mais as regras.

5. São mais conscientes

Num estudo australiano de 2015 chegou-se à conclusão que os irmãos mais velhos são mais conscientes, têm mais empatia e menos neuróticos. Este estudo demonstou ainda que os quem é mais conscientes, tem a tendência para ter melhores resultados académicos.

*Fonte: Site VISÃO

 

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA