Pregos na parede – Exercício da paciência

Era uma vez um menino que tinha um temperamento ruim. Seu pai lhe deu um saco de pregos e lhe disse que cada vez que perdesse a calma, ele deveria pregar um prego na parte de trás da parede. No primeiro dia o garoto havia pregado 37 pregos na parede.

Ao longo das próximas semanas, como ele aprendeu a controlar sua raiva, o número de pregos martelados por dia diminuiu gradualmente. Ele descobriu que era mais fácil controlar seu gênio do que pregar pregos na parede.

Finalmente chegou o dia em que o garoto não perdeu a paciência com tudo. Ele contou a seu pai sobre isso e o pai sugeriu que o menino agora tirasse um prego por cada dia que ele fosse capaz de manter seu temperamento.

Os dias foram passando e o menino foi finalmente capaz de dizer a seu pai que todos os pregos foram embora. O pai pegou o filho pela mão e levou-o para a parede. Ele disse:

– Você fez bem meu filho, mas veja os buracos na parede.

A parede nunca será a mesma. Quando você diz coisas com raiva, elas deixam uma cicatriz como esta. Depois de ferir seus entes queridos não importa quantas vezes você diga que sente muito, a ferida ainda estará lá. Uma ferida verbal é tão má quanto uma física.

Lembre-se que os amigos são joias raras, de fato. Eles fazem você sorrir e nos encorajam para o sucesso; Eles emprestam um ouvido, compartilham palavras de louvor e eles sempre querem abrir seus corações para nós. Mostre aos seus amigos o quanto você se importa com eles.

Que possamos tirar uma lição dessa reflexão.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA