Não vale a pena contar pra ninguém os seus planos

«Se quer fazer Deus rir, conte a Ele seus planos». Nem sempre tudo acontece como previsto. Até mesmo as situações em que tudo parece super calculado podem dar errado, ou por alguma força maior, ou mesmo porque a própria pessoa desiste do caminho. Há muito tempo este fenômeno chama a atenção de pesquisadores.

Parece que quando tomamos a decisão de fazer alguma coisa importante (comprar um carro ou uma casa, sair de férias, casar-se, abrir um negócio, etc.) o mais lógico é contar aos amigos para que apoiem e fiquem felizes por você. Por outro lado, já em 1933 alguns psicólogos descobriram que, quantas mais pessoas conhecem nossos projetos, menor a possibilidade de que eles se realizem.

Por que será? Bom, quando e se contamos nossos planos, nosso subconsciente começa a acreditar que eles são reais. Como o objetivo do subconsciente já foi alcançado, a motivação se perde.

O professor Peter Gollwitzer, psicólogo da Universidade de Nova York, analisou este tema em 1982 como parte de seu livro «Teoria da Auto-Realização Simbólica». Há pouco tempo ele realizou uma pesquisa com 63 pessoas. O resultado mostrou que as pessoas que não dividiram seus planos com os demais tiveram maior probabilidade de realizá-los do que aqueles que decidiram contar aos outros seus planos para ter apoio e aceitação.

O professor Gollwitzer supõe que quando tornamos públicos nossos planos, temos um «prematuro sentimento de completude». No nosso cérebro aparecem os «símbolos de identidade», que nos ajudam a entender a nós mesmos. Para que esses símbolos se tornem realidade não é necessário agir, basta falar do assunto. Suponhamos que você conte a alguém sobre o seu projeto de tese de mestrado. Na cabeça de ambos, você é um mestre de fato: o cérebro se satisfaz com isso e o estímulo para tornar realidade desaparece. Adeus para o desejo de pesquisar, procurar um orientador, juntar material de pesquisa, ir à biblioteca. Ou seja: adeus à tese.

Então, bico calado e pé no chão nunca são demais.

Fonte: Esquire
Tradução e Adaptação: Incrível.club

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA