Não aceite migalhas

Sabe quando você ta com muita fome e quer comer um lanche bem gorduroso? Quando você sabe que uma saladinha não vai te satisfazer e que você merece aquele lanche recheado de gostosura? Vulgo “dogão”. Então…

Não aceite amor pela metade, não aceite migalhas. O primeiro passo é você reconhecer suas necessidades e estar ciente de que você não merece pouco. Você não merece um cara que não se importa com você quando está doente, que não te liga pra saber se você está bem, que não te apresenta pros amigos e que não se importa quando você diz que as coisas não estão bem.

Não aceite pouco, você sabe que isso não vai te satisfazer, você sabe o que quer e o que merece. Sabe que merece um abraço que seja abrigo, um amor que seja paz, alguém que se preocupe com os seus problemas, que te leva pra casa depois de um encontro e que diz o quanto foi bom estar com você, mas que no dia seguinte se lembra de tudo e te procura só pra dizer que sentiu saudade. Você merece alguém que te assuma, que saiba o que quer e o quanto te quer. Merece alguém sem medo, sem receio de ser feliz e que embarque nessa viagem de amar junto com você.

Você sabe que ligações só pra ganhar um beijo, que dizer “estou com medo de me apegar” ou “tenho medo de me apaixonar” é POUCO, MUITO POUCO e você sabe que não merece isso.

Você merece alguém que dance na chuva com você, que te aqueça no inverno, que ame sem receio, que engula o medo, que ignore os defeitos, alguém resolvido, decidido. Decidido a te querer, decidido a estar com você. Então não espere que alguém enxergue o seu valor, comece por você, decida se ver com olhos de amor e não de pena e entenda que você não merece qualquer coisa. Você não merece migalhas, não merece nada pela metade. Queira muito, e queira por inteiro.

Você não precisa de alguém para te completar, não há vazios, não há espaços para migalhas e incertezas. Você já é inteira. Queira alguém que te transborde.

COMPARTILHAR
Thamilly Rozendo
Estudante de psicologia, apaixonada por artes, música e poesia. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito requeijão, mesmo sendo intolerante a lactose. Tem pavor de borboletas, principalmente as no estômago.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA