Enquanto você dormia

Na noite passada, enquanto você dormia, eu contei todas as vinte e cinco pintas assimetricamente espalhadas pelas suas costas, memorizei suas localizações e dei nomes a todas elas. Ah, e apelidos também. Tem a Clarice, a Sandra, o Pedro, a Tereza, o Caio – todos nomes que já pensamos em dar ao primeiro catarrentinho que tivermos.

Enquanto você dormia, organizei a sua coleção de discos. Não por ordem alfabética ou por gênero musical, mas pela sua variação de humor no decorrer da semana. Tem Belle and Sebastian para as segundas tediosas; City and Colour para as terças mais ou menos; Neil Young para as quartas esperançosas; Ney Matogrosso para as quintas introspectivas; Leonard Cohen para as sextas de fogo; Noel Rosa para os sábados de libertação e Nina Simone para os domingos de comunhão entre nossos corpos.

Enquanto você dormia, escrevi um bilhete de agradecimento por sempre me deixar dormir no canto da cama e guardei-o debaixo do seu travesseiro. Pode parecer pouco para alguns, mas deixar alguém dormir no canto da cama deveria ser considerado prova cabal de amor verdadeiro.

Enquanto você dormia, li junto ao seu ouvido os trechos mais bonitos daquele livro que sempre te indiquei e que você nunca pode ler por falta de tempo. Posso até jurar que ouvi você suspirar nas partes mais emocionantes. Aproveitei também para escrever nele a dedicatória que você tanto me cobrava. Nela está escrito: para aquela que conquistou meu coração desde a primeira cantada de pedreiro.

Enquanto você dormia, fiz carinho nos seus cabelos e apreciei teu corpo deitado, cheio de curvas mais perigosas que de toda a BR 101. Me vi refletido em você não como uma metade, mas como um inteiro. Um casal não é feito de metades, mas de duas pessoas inteiras que se bastam e que mesmo assim escolhem partilhar a vida com outro alguém.

Enquanto você dormia, criei um filme na minha cabeça. Um filme da nossa vida e que seria dirigido por Almodóvar. Teria sexo, humor, romance, drama, quem sabe até um tiro ou mais para apimentar as coisas; mas tudo terminaria bem, e os créditos subiriam enquanto estivéssemos sentados e rindo em uma mesa cheia de amigos ao som de um acordeon maroto.

Enquanto você dormia, tentei imaginar outra mulher no seu lugar e não consegui.

Enquanto você dormia, pensei nos seus defeitos e percebi que amo todos eles, um por um. Mais chata que gente perfeita deve ser gente que quer ser perfeita. Seus defeitos me lembram de que você assim como eu é humana, que tem o direito de errar e aprender com os erros, que pode voltar atrás nas decisões e mudar de ideia quando bem entender.

Enquanto você dormia, cochilei por três vezes (porque ninguém é de ferro) e em cada um deles sonhei contigo. No primeiro deles nós nos casávamos, no segundo tínhamos filhos e no terceiro morríamos bem velhinhos e de mãos dadas.

Enquanto você dormia, a tua paz me encheu de vida e não houve nenhum pensamento capaz de me tirar a certeza de que era exatamente ali que eu queria estar.

COMPARTILHAR
Jocê Rodrigues
"É escritor e editor".



DEIXE UMA RESPOSTA