Às vezes, para poder avançar, é preciso começar de novo

Ao longo de nosso ciclo vital tomamos inúmeras decisões, e algumas delas nos obrigaram a ter que começar de novo.

Há círculos que devem ser fechados por necessidade pessoal, por um claro princípio de subsistência no qual, apenas com valentia e coragem, podemos ser capazes de cortar determinados vínculos que nos ofereciam sofrimento para podermos ser felizes de novo.

Começar de novo, começar nossas vidas quase do zero, não é nada fácil, e por isso hoje em nosso espaço queremos oferecer algumas estratégias básicas para que você possa enfrentar estes instantes pessoais tão complexos.

Quando começar de novo significa deixar tudo

Ninguém gosta das mudanças, e menos ainda se elas são drásticas e implicam deixar de lado tudo o que, até o momento, nos definia. Em alguns momentos começar de novo possui algumas dimensões implícitas que sempre estão relacionadas:

  • Empreender novos caminhos nos quais podemos encontrar a nossa felicidade.
  • Começar de novo supõe tomar controle de nossa própria vida; cada escolha que fizermos levará a um resultado ou outro, mas seremos nós os responsáveis pela nossa própria realidade.
  • Um novo caminho deve ser vivido com ilusão, sabendo apreciar o presente, o “aqui e agora”.

Se você, alguma vez, passou por esta situação vai saber, sem dúvida, qual a complexidade emocional necessária para enfrentar algo assim. Toda mudança, todo “recomeço” pessoal envolve, por sua vez, passar por estas etapas.

menina-com-borboletas-na-mao

O momento em que somos conscientes da necessidade de “romper” com algo ou alguém

Como falamos no início, qualquer mudança de etapa requer um ato de valentia e de coragem pessoal que nem todo mundo se atreve a iniciar. São muitas as pessoas que tornam os estados de sofrimento em algo crônico:

  • Esperam que as coisas mudem
  • Temem que começar de novo seja um fracasso e temem ficar sozinhos. Não confiam em si mesmos como agentes ativos da mudança, capazes de enfrentar esta nova etapa.
  • Outras pessoas veem a si mesmas como muito dependentes do que as rodeia, não conseguem deixar esta situação que, apesar de lhes trazer infelicidade, é a única que conhecem e, por isso, não se atrevem a dar o primeiro passo.

Esse instante em que somos plenamente conscientes da necessidade de começar de novo já é um ato de liberdade do qual nos sentimos orgulhosos.

Somente quem sabe que merece ser feliz é valente para buscar seu próprio caminho, deixando de lado o que não é saudável e o que nos impede de crescer.

Romper com o passado de forma inteligente

É possível romper com o passado sem anestesia e sem dor? A resposta é “não”. Toda mudança requer um certo sofrimento, uma certa ruptura interior com o passado na qual, até pouco tempo, estávamos lidando com sonhos, expectativas e projetos.

  • Para avançar com calma e liberdade é necessário fazer isso sem rancores e ódios. Somos conscientes de que o perdão nem sempre é fácil, mas, em muitos casos, é necessário para que possamos nos libertar de tudo, sem cargas.
  • Se nos limitarmos a nos amargurarmos por tudo o que vivemos, pensamos que fizemos coisas erradas, que fomos ingênuos ao confiar em algo ou alguém, a única coisa que conseguiremos será encher o nosso presente de sofrimento.
  • Inicie a sua mudança sem odiar ninguém, e menos ainda a você mesmo. Todo ódio, todo rancor, vai nos tornar prisioneiros, e isso é algo que não vale a pena.

Projetar nosso futuro com novas expectativas

Precisamos ter algo claro: ao longo de nossas vidas vamos viver muitas mudanças. É possível que uma pequena seja suficiente: fazer novas amizades, procurar um novo emprego, mudar nossa dieta… Tudo isso são atos comuns que sempre nos caem bem.
No entanto, há momentos em que o que precisamos de verdade é começar de novo. Pode ser que a sua relação não esteja bem e que você precise mudar de cidade, de casa, e de emprego.

Você não será a primeira pessoa a passar por isso, e nem a última.

Para começar de novo é preciso fechar de forma adequada o ciclo anterior. Não se trata de fugir, nem de escapar. É necessário comunicar nossa decisão e as razões pelas quais iremos fazer algo.
Comunicar sua decisão irá oferecer uma grande ajuda e um desabafo pessoal adequado que lhe permitirá fechar o ciclo de forma mais saudável.
Não tema as reações alheias. Se você preferir, pode prever o que as pessoas podem lhe dizer para preparar o seu discurso e as suas respostas.
No entanto, enquanto você estiver seguro da sua decisão, não importam as palavras alheias: seu destino já está decidido, você vai começar de novo.

mulher-egoista-500x399

Para concluir, devemos entender que a vida não é uma linha reta sem imprevistos. Em algumas ocasiões as mudanças são necessárias para sermos felizes, para estarmos em equilíbrio com nós mesmos.

Cada um é agente ativo em seu destino, e cada decisão tomada conta. Por isso, é preciso enfrentá-las com amor próprio, determinação e expectativas.




DEIXE UMA RESPOSTA