7 razões para perdoar

Você está magoado com alguém? Então, respira fundo e vem com a gente conferir os 7 motivos para perdoar: com certeza você vai passar a ver o problema com outros olhos.

1. Ao perdoar você acaba com o estresse da ofensa

Todas as vezes em que você lembra da pessoa que te feriu vem aquela sensação ruim: o coração acelera e dá um nó no estômago, não é mesmo? Naturalmente seu corpo reage às emoções negativas e lembranças angustiantes. No momento em que você para de relembrar a ofensa e coloca a atenção nas coisas boas da vida passa a aproveitar melhor o presente, deixando de reviver os sofrimentos que já fazem parte do passado.

7 RAZÕES PARA PERDOAR

2. Ao perdoar você passa a ter uma visão correta dos acontecimentos

Pensa comigo: quando um amigo está irritado com alguém ele tem a tendência de exagerar as coisas, vendo tudo pior do que é, certo? E sabe de uma coisa? Você não deve ser muito diferente quando está de cabeça quente: a raiva nos cega e triplica o impacto das ofensas. Ao praticar o perdão você para de alimentar a raiva e pode avaliar os acontecimentos com outros olhos.

Difícil? Muito! Mas também é libertador.

7 RAZÕES PARA PERDOAR

3. Ao perdoar você deixa de dar poder à outra pessoa

Vamos supor que não se trate de um mal-entendido, a pessoa em questão realmente estava querendo fazer você se sentir mal. Então, ficar remoendo o acontecimento só vai dar a essa pessoa o poder de lhe fazer sofrer. Será que é isso que você quer? E, não seria exatamente isso que essa outra pessoa quer?

Precisamos ser mais cuidadosos para não sermos atingidos – é necessário proteger nossos sentimentos. Quando uma pessoa tenta ofender alguém e não consegue ela fracassa. Além de ter que conviver com seus próprios problemas e com sua infelicidade, não vai conseguir transmitir nada disso para você.

7 RAZÕES PARA PERDOAR

4. Ao perdoar você pode se afastar emocionalmente de quem é tóxico

Se a pessoa que te ofendeu é amarga, o tipo de pessoa tóxica,  mais razões para você não alimentar pensamentos relacionados com essa pessoa. O melhor é se libertar da raiva: que acaba te mantendo ligado a quem você não quer.

 

5. Ao perdoar você pode conviver melhor com quem vale a pena

Mas, e quando quem te magoou é alguém importante na sua vida? Aí é bom lembrar que todos nós, mesmo sem querer,  já machucamos alguém. As vezes em uma discussão acalorada, com um comentário impensado, uma piadinha fora de hora…todos já passamos por isso. Então, de mãos dadas com o pensamento de que ninguém é perfeito: será que vale a pena perder de conviver com alguém importante por causa de um momento infeliz? Pessoas boas e que se preocupam verdadeiramente com a gente são poucas. Por isso não podemos ser intolerantes. Quem a gente ama deve estar acima do nosso orgulho. Troque a raiva pelo diálogo e tente entender os motivos dos outros. Dessa forma você sempre estará cercado de pessoas especiais!

perdao6

6. Ao perdoar você deixa de se concentrar em suas mágoas

Pra focar na dor deixamos de prestar a atenção no que vale a pena. Se você quer que aconteçam coisas boas na sua vida precisa olhar com mais otimismo para o agora: Alegre-se com  quem te estendeu a mão hoje, perdoe e esqueça quem te negou ajuda ontem. A importância que você dá aos acontecimentos define o que será importante na sua vida. Então, chega de supervalorizar as ofensas!

perdao8

7. Ao perdoar você esta causando um bem para si mesmo

E o mais importante: você vai se sentir muito bem,  garantido!

Perdoar é mesmo muito difícil mas, também é uma das atitudes mais bonitas e inteligentes que o ser humano pode praticar. O perdão traz uma sensação gostosa de tranquilidade e auto controle. Alimentar o rancor e praticar a vingança só vão atrair inimigos e atrasar a sua vida. Valorize seu tempo: coloque o coração no que te faz feliz! Perdoe a pessoa que te ofendeu e ignore a ofensa. Ser forte não é ser vingativo, mas sim, ser inatingível!

*Fonte: Site Refletir para refletir

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA