Vá embora enquanto é tempo- Tatiana Varukha

Vá embora a tempo. Volte para sua casa, mesmo que ninguém esteja esperando por você, fique longe de más amizades, de relacionamentos inoportunos, dos maus hábitos, da depressão, de pensamentos sombrios, de lembranças chatas, de relacionamentos que já não vão dar em nada, de quem te destrói ou mesmo da pessoa que está a seu lado.

Dê uma chance tanto a ela como a você de encontrar alguém com quem se sinta melhor, mais confortável e tranquilo. Se você e sua parceira não são capazes de proporcionar algo bom um para o outro, é hora de ir cada um para seu lado, na esperança de obter felicidade em outros relacionamentos.

Não seja mesquinho e egoísta, não tire dos outros a possibilidade de serem felizes de suas próprias maneiras. Porque cada um de nós está num momento da evolução; nos movemos em nosso ritmo e emanamos em diferentes frequências.

Se suas energias combinam com as de outra pessoa, isso significa que você encontrou sua alma gêmea; aproveite e dance com ela. Se, ao contrário, vive em um período de discórdia prolongada, simplesmente aceite essa experiência como necessária, agradeça e vá embora a tempo.

Não deixe que a situação se prolongue e que tenha de tomar essa decisão em condições menos favoráveis. Não se importe com a opinião alheia: as pessoas realmente não se interessam por seus motivos sinceros e verdadeiros, tanto faz para elas que já não aguente estar em um relacionamento angustiante e que tenha feito todo o possível para salvá-lo; elas não se importam, mas vão lhe magoar com suas críticas.

Vá embora a tempo, não deixe cicatrizes mais profundas em sua vida, não deixe se contagiar pelo vírus da culpa; um sentimento que, com incrível desempenho, faz com que você se afaste de sua vida e de si mesmo.

Valorize mais sua vida sem esperar algo dos outros. Vá embora a tempo; se alguém coloca a própria vida acima da sua, responda primeiro por você, depois, por outra pessoa. Ninguém vive para sacrificar os seus tesouros mais valiosos: a própria vida e o amor.

Perder-se é fácil, assim como é dissolver-se em outra pessoa, em outra vida, no mundo de outro alguém, em uma realidade alheia. A parte difícil é encontrar a si mesmo. Você é o único que define os limites para não deixar que as pessoas se aproveitem de você. Se você sacrificar mais do que o necessário por alguém, automaticamente perde algo, em algum momento de sua vida você vai notar que lhe faltam forças, que são as que você gastou em vão.

Os relacionamentos são produtivos quando contemplam alguma interação, uma troca mútua. É uma dança a dois. Mas, se começaram a pisar em seus pés até deixá-los doloridos e com bolhas, você deve parar esta dança e, em seguida, depois de curar os pés, começar outra bela dança, talvez com outra pessoa. Isso se aplica a todos os tipos de relacionamentos: amorosos, de trabalho e familiares.

Aprenda a sair na hora certa. Sempre saberá quando é o momento adequado: confie em si mesmo, não se deixe enganar nem engane os outros.

Por incrível que pareça, não existem pessoas más. Há pessoas diferentes de nós. Não sabemos o verdadeiro significado deste rito sagrado chamado vida, mas a vida está em toda parte, tanto no mundo exterior como dentro de cada um. E não temos qualquer outra responsabilidade que não a de responder por nós mesmos.

Tudo o que acontece em sua vida, ocorre porque você permite. É o único que prefere ver a vida cinza, é quem opta por ter medo de tudo e se permite ser um estranho em sua própria vida.

Olhe ao seu redor. Talvez seja a hora de se libertar dessas amarras. É incrivelmente difícil de deixar o que não dá mais e ir embora. É difícil partir, mas ir embora a tempo é imprescindível. Espere o momento adequado, amadureça para tomar esta decisão, mas vá no momento certo.

Deixe de lado os julgamentos e as opiniões dos outros, olhe para dentro de si mesmo. Onde está seu ponto de apoio? Lembre-se de que é a única maneira de mover o mundo. Não busque em outras pessoas, pois vou lhe contar um segredo: a resposta e o apoio não estão fora. Assim, não vai encontrar a felicidade em outras pessoas, se não a vê em si mesmo.

Deixe as ilusões a tempo e os medos obsessivos, mas defina novos objetivos e siga sonhando. Não tenha medo de se equivocar, porque isso significaria que tentou. Não tenha medo da reação de outras pessoas, em qualquer caso, não poderá prever até que faça o que você quiser fazer. Sempre terá a oportunidade de ir na hora certa. Ir e seguir em frente.

Curiosamente sempre sofremos quando não conseguimos o que queremos, mas nunca pensamos que tudo ocorre por algum motivo. E talvez os desejos não realizados em algum momento de sua vida protegeram você de algo terrível.

A verdade é simples: tudo acontece no tempo certo, incluindo os milagres. Portanto, vá embora a tempo e não deixe ninguém perder tempo. Porque retendo outras pessoas, você interfere em seu destino e muda os roteiros de suas vidas.

Autora: Tatiana Varukha

FONTEIncível
COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA