Instantes

Existem lugares em que você só pode ir uma única vez na vida. Porque, quando sai de lá, já não é mais a mesma pessoa. Aquela paisagem inesquecível. Aquela vista que os seus olhos quase se recusaram a acreditar. Aquela emoção que você mal consegue explicar. Frio na barriga, arrepio na pele, adrenalina na veia, lágrimas nos olhos. Aquela felicidade que transborda a alma. Lugares em que você vai e não volta nunca mais. Lugares estes que sugam todo o seu “eu”, e devolvem uma outra pessoa. Quase sempre, uma pessoa melhor. Mais pronta. Menos egoísta. Mais madura. Menos frágil. Você volta para o seu mundo e tudo parece menor. E a saudade é cada vez maior. Já passou por algo assim? Aquela experiência que você viveu, e que viverá eternamente dentro de você. A vida é feita de instantes. Uma viagem, uma paisagem, um abraço, um por do sol, um beijo, um sorriso, um segundo, e a vida nunca mais será a mesma. É um momento que se aproxima da imortalidade. E, se alguém tiver vivido aquilo junto de você, também se tornará imortal. Trata-se de um ponto do passado em que sua mente nunca se cansará de visitar. Porque, mesmo que o tempo passe, quando você fechar os olhos, ainda conseguirá sentir aquele cheiro, aquelas luzes clareando o seu rosto, aquele vento, aquela sensação de que, só por ter passado por aquilo, a vida já terá feito todo o sentido. E viver é exatamente isso. Olha, se você tiver muita sorte e conseguir atingir os 80 anos de idade, um dia o seu netinho vai sentar no seu colo e te perguntar sobre a vida. Nesse instante, você vai sorrir e tentar viajar em suas memórias. E sabe o que vai encontrar ao mergulhar nestes 80 anos de história? Somente alguns instantes. Aqueles que foram responsáveis por você ter conseguido chegar até ali. Aqueles que terão feito todo o resto valer a pena.

Por Rafael Magalhães

Fonte indicada: Precisava Escrever

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



2 COMENTÁRIOS

  1. A leitura do texto me fez viajar no tempo para o futuro dos meus oitenta anos… e relembrar alguns desses “momento detalhes” e este momento me foi um presente que ficará na lembrança também, coincidentemente, agora toca uma música que faz parte de um dos “momentos detalhes” revividos na memória…

  2. Que linda reflexão Fabíola, nos faz pensar em aproveitar mais os momentos, pois as vezes não temos como voltar bem pra onde voltar. Beijos

DEIXE UMA RESPOSTA